2021-06-06 17:18:51 Finanças e Contabilidade English Veja o que é um balancete contábil e como a tecnologia pode apoiar contadores e empreendedores na gerção de relatórios financeiros e... https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2021/06/balancete.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/contabilidade/balancete-contabil/ Balancete contábil: O que é e Como Utilizar | Blog QuickBooks

Balancete contábil: descubra o que é e como utilizar

6 min de leitura

O balancete é um relatório muito utilizado nas rotinas contábeis e no meio empresarial. Ele é uma espécie de pré-balanço patrimonial que contém informações sobre as movimentações financeiras e patrimoniais de um negócio.

Trata-se de uma forma interessante de analisar um momento específico da empresa. Isso pode ser feito sem a inclusão de todos os procedimentos legais necessários para a geração de um balanço patrimonial completo.

Neste artigo, mostraremos todos os principais pontos do balancete e, ao final, você entenderá a importância desse relatório e como a tecnologia pode contribuir para a sua emissão. Confira!

O que é balancete contábil?

Como você pôde perceber, o balancete é uma peça contábil em que são escrituradas todas as movimentações de uma empresa. Assim, por meio dele é possível encontrar as contas contábeis do negócio que tiveram movimento durante o período selecionado.

Diferentemente do balanço patrimonial, ele não tem uma data específica para ser emitido: é possível gerar um balancete com periodicidade mensal, trimestral, semestral, semanal e até de alguns dias. Além disso, você pode emitir esse documento apenas de algumas contas.

O balancete é um resumo de outro livro contábil, chamado de Livro Razão. Nesse último, são encontrados todos os lançamentos que são feitos pela contabilidade. Contudo, o balancete pode ser entendido como uma síntese de toda essa escrituração.

Para que serve essa peça contábil?

O balancete é como um retrato do negócio em uma data determinada. Nesse sentido, ele configura uma ferramenta de gerenciamento. Por meio dele, o empresário acompanha o andamento da sua gestão durante o ano. Assim, ele não precisa esperar o fechamento do balanço patrimonial para ter informações contábeis precisas.

Além disso, ele pode ser utilizado para obtenção de crédito com bancos e fornecedores: muitas instituições exigem esse documento ao conceder empréstimos e financiamentos. Inclusive, algumas empresas solicitam o balancete para fornecer condições comerciais atrativas.

Quais são os elementos presentes no balancete?

O balancete é um formato anterior ao balanço: ele é aprofundado e pode trazer mais informações, contudo, os elementos que compõem são muito semelhantes com essa outra peça contábil. Nele, você encontrará:

  • Ativo Circulante, contendo as contas de maior liquidez, como caixa, bancos, investimentos de resgate imediato e estoques;
  • Ativo Não Circulante, que contém os imobilizados e ativos com menor liquidez, ou seja, que não podem ser convertidos em dinheiro imediatamente;
  • Passivo Circulante, que abrange as obrigações de curto prazo, como fornecedores e empréstimos;
  • Passivo Não Circulante, com as obrigações de longo prazo;
  • Resultado, que abrange as contas contábeis que interferem na apuração de resultados da empresa.

Qual é a diferença entre balanço e balancete?

Embora a estrutura do balancete seja semelhante ao balanço patrimonial, estamos tratando de relatórios diferentes. A principal delas está relacionada à obrigatoriedade: o balancete não é um documento exigido pelos órgãos de fiscalização empresarial, diferentemente do balanço patrimonial.

Além disso, o balancete não é um documento que precisa ser assinado por um contador, apesar de alguns bancos exigirem esse tipo de procedimento. Ele é um documento de gerenciamento, portanto, pode ser impresso e utilizado internamente sem a assinatura do profissional de contabilidade.

Para um balanço patrimonial  ter validade ele precisa ser assinado pelo contador e pelo proprietário do negócio. Em alguns casos, esse processo é feito por meio de certificados digitais, como é o exemplo das empresas obrigadas à Escrituração Contábil Digital (ECD).

Por fim, outra diferença interessante é a imutabilidade. Um balanço patrimonial não sofre nenhuma modificação após ser emitido e a apuração de resultados zera todas as contas. Portanto, a partir do momento em que ele é emitido não é possível realizar lançamentos.

Por outro lado, o balancete pode sofrer alterações, especialmente se for emitido em outros períodos. Ele também é utilizado para encontrar erros antes de fechar o balanço patrimonial definitivo.

Como utilizar esse relatório na empresa?

Esse relatório pode ser utilizado de diversas formas, contudo, a mais comum é na conferência da escrituração contábil. Dessa forma, o contador ou os próprios colaboradores da empresa avaliam se as movimentações estão corretas.

Isso pode ser feito consultando saldos de contas, analisando entradas, saídas e outros critérios contábeis e gerenciais.

Quais são as empresas que devem emitir esse relatório?

Analisando de forma jurídica, nenhuma empresa é obrigada a emitir o balancete, mas todas deveriam ter esse tipo de relatório na sua gestão diária. Sabemos que nem sempre é possível emitir o documento com facilidade, por isso, existem ferramentas que podem facilitar esse processo.

Como a tecnologia pode ajudar no processo?

A tecnologia contribui de forma significativa para os procedimentos contábeis. Entre os beneficiários está o balancete: atualmente, os sistemas de gestão financeira, como o QuickBooks, são capazes de emitir esse relatório com apenas alguns cliques.

Para isso ocorrer, é necessário que a importação dos dados de transações tenha sido feito da forma correta. Alguns empresários podem encontrar dificuldades mesmo utilizando um sistema de gestão financeira para elaborar relatórios como o balancete, e por isso ter um escritório de contabilidade atuando de forma mais consultiva apoiando-os com dados é super importante.

Para os escritórios de contabilidade, contar com um sistema de gestão financeira contribui com a automatização de processoe e também na elaboração desses relatórios, como o caso do balancete. Além disso, a gestão da informação e compatilhamento dos dados é muito mais fácil, pois tudo acontece em ambiente digital, ou seja, contador e empresa atuando no mesmo ambiente e trabalhando de forma colaborativa.

Entre as suas inúmeras funcionalidades o QuickBooks possui diversos relatórios financeiros e contábeis como: fluxo de caixa, DRE, balancete, balanço patrimonial, e vários outros. Qualquer usuário, seja o contador ou o pequeno empresário, consegue emitir um balancete ajustado de forma simples e rápida com apenas alguns cliques. Para o contador outro benefício é manter tudo em ambiente digital, ou seja, menos planilhas para gerir e os dados de todos os seus clientes ficam em um único lugar.

Inclusive, a integração de informações da área financeira para a contabilidade também pode ser feita por meio do QuickBooks. Afinal, ele pode exportar dados já nos modelos compatíveis com os sistemas contábeis mais utilizados no mercado, como Domínio, Contmatic, Alterdata, Quester e outros.

Por fim, podemos concluir que o balancete é uma peça contábil de extrema importância. Com ele, o empresário e seu contador podem avaliar a posição atual da sua empresa. É uma forma simples de acompanhar a evolução do negócio. Esse trabalho se torna mais simples e intuitivo por meio da ajuda da tecnologia, garantindo informações precisas e em tempo hábil para a tomada de decisão.

Se você gostou deste artigo compartilhe-o nas suas redes sociais!

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Frase dinâmica vendedora de acordo com a caregoria para ter um melhor efeito!

Oferta especial

Até
70
%
off
Teste agora


Sistema de Controle Financeiro para seu Negócio

Veja também

Saiba como fazer o balanço patrimonial para os seus clientes

Tem uma empresa e quer manter o controle financeiro de forma apropriada?…

Leia Mais

Qual a diferença entre Sped Contábil e Sped Fiscal?

Por trás de empreendedores de sucesso, há contadores que fazem um Sistema…

Leia Mais

Entenda o que é a escrituração contábil e como ela deve ser feita

A escrituração contábil é um conceito técnico que durante anos ficou restrito…

Leia Mais