Image Alt Text
contadores

Entenda o que é conciliação contábil e como funciona na prática

A conciliação contábil é uma das rotinas mais importantes de um escritório de contabilidade. Por meio desse procedimento, o contador fornece informações precisas sobre as movimentações que ocorreram dentro de uma empresa em um período.

Ela deve ser feita confrontando dados enviados ao contador com as próprias informações existentes na empresa. Sem esse procedimento, o empresário não terá em suas mãos relatórios contendo pontos importantes para embasar a sua tomada de decisões.

Neste artigo, mostraremos o conceito de conciliação contábil e como ela pode ser aprimorada em seu escritório de contabilidade. Continue lendo!

O que é a conciliação contábil e quais são seus objetivos?

A conciliação contábil é um processo que tem como objetivo conferir as movimentações da empresa do seu cliente. Assim, o foco é garantir que os valores existentes em seus relatórios financeiros condiz com os documentos comprobatórios de receitas, despesas e custos.

A proposta é conflitar duas bases de informações diferentes, objetivando encontrar divergências entre elas. Assim, a conciliação contábil permite ao escritório apresentar relatórios fiéis ao cliente.

Como ela funciona na prática?

Em termos práticos, a conciliação contábil é executada confrontando os dados enviados pela empresa com os documentos que comprovam tais movimentações. Contudo, para que isso aconteça, é fundamental que a empresa disponha desses dados devidamente registrados no sistema.

Caso contrário, será necessária a digitação de cada um deles. Esse trabalho manual atrapalha as rotinas contábeis do escritório e a conciliação contábil em si. Isso porque os erros nesses fluxos de trabalho manuais são muito comuns.

O ideal é que os dados já venham inseridos nos sistemas contábeis. Nesse caso, o papel do conciliador será apenas verificar os dados básicos das movimentações.

Quais são os erros mais comuns nesse processo?

Quando o assunto é conciliação contábil, existe uma série de erros que devem ser observados. Ter esse cuidado é essencial para manter a fidelidade dos números da empresa, em especial para cumprir algumas obrigações acessórias, como o SPED Contábil e SPED Fiscal.

Entre as principais falhas a evitar no processo, podemos destacar:

  • Demorar muito tempo para fazer a conciliação;
  • Deixar de observar valores considerados pequenos;
  • Analisar apenas clientes e fornecedores que têm o maior volume financeiro cadastrado;
  • Deixar de inserir todas as contas bancárias que a empresa tem;
  • Não observar os dados básicos dos lançamentos, como data, histórico, contas contábeis envolvidas, valores, entre outros.

Analisar esses erros é fundamental para evitar distorções em demonstrativos contábeis, como o Balanço Patrimonial. Além disso, informações imprecisas podem levar a problemas na tomada de decisão dos seus clientes.

Como garantir bons resultados?

Os trabalhos relacionados à conciliação estão diretamente ligados à contabilidade gerencial. Esse é um ramo de atuação que foca exclusivamente fornecer informações de qualidade para que a gestão da empresa possa tomar decisões precisas.

A criação de uma rotina de trabalho é essencial para ter bons resultados nessa atividade. Ela deve ser implementada de forma fluída e simples. O ideal é que você elabore um documento com os processos básicos que devem ser executados diariamente em cada setor.

Além disso, não podemos esquecer do importante papel da equipe que executa o trabalho de registro das movimentações financeiras e contábeis. Os colaboradores serão os responsáveis por todo o trabalho de confrontar os dados para garantir que eles estejam 100% fiéis à realidade.

Eles também precisam estar atentos ao uso do sistema de gestão financeira. Isso significa ser passar por treinamentos frequentes visando o aprendizado e a orientação quanto à inclusão das contas contábeis.

Quais são as informações essenciais da conciliação contábil?

Agora, mostraremos as principais informações que devem ser avaliadas na conciliação contábil. Veja quais são elas!

Valores de transações

Sem dúvidas, a informação mais importante está relacionada com os valores das transações. É preciso verificar se eles conferem com o documento que deu origem à movimentação.


Datas de pagamento ou recebimento

As datas também são muito importantes. Uma simples mudança em um dia ou mês pode causar uma reação em cadeia e gerar impactos em diversas áreas da mesma empresa. Por esse motivo, esse é um dos pontos que merece mais atenção dos responsáveis.

Histórico dos lançamentos

Outro ponto importante é o histórico de movimentações. É importante saber a origem de cada movimentação, uma vez que isso vai trazer informações relevantes para o gestor, que serão usadas na sua tomada de decisão.

Contas envolvidas

Por fim, temos as contas contábeis envolvidas. A conciliação contábil deve confrontar os dados existentes nos documentos e verificar se as contas contábeis registradas são as mesmas. E isso envolve checar se as contas de débito e crédito estão corretas.

Não é raro acontecerem erros na hora do cadastro de pagamentos e recebimentos no sistema do cliente. Sendo assim, é função do profissional contábil fazer essa verificação.


Quais são os tipos de ferramenta que ajudam na conciliação contábil?

A ferramenta mais importante para a realização de conciliação contábil é o seu próprio sistema de contabilidade. Não há como executar essa tarefa sem esse tipo de tecnologia. Afinal, você precisará emitir relatórios para fazer os mais variados tipos de conferência.

No entanto, existe outra ferramenta imprescindível para esse trabalho. Estamos falando de um sistema de gestão financeira, como o QuickBooks . Esse programa será o responsável por transferir os dados já cadastrados para o seu escritório. Assim, é possível eliminar todo o trabalho de digitação que, além de demorado e custoso, pode gerar erros. A integração desses sistemas só é possível quando ambos os programas oferecem suporte para esse tipo de processo. O QuickBooks ainda é capaz de conversar com outros softwares contábeis.

Como você pode perceber, a conciliação contábil tem um papel fundamental na gestão de um negócio. Sem ela, o empresário não será capaz de tomar decisões precisas e bem fundamentadas. Sendo assim, é importante ter o máximo de cuidado com esse tipo de processo, apresentando ao cliente a informação mais real e precisa possível.

Gostou deste artigo? Que tal então conhecer outro tipo de conciliação? Aproveite a sua visita no blog para conferir como fazer uma conciliação bancária.


Artigos Relacionados