Image Alt Text
contadores

O que é necessário para atuar na área de contabilidade eleitoral?

As rotinas contábeis fazem parte do dia a dia de diversas organizações e entidades, sejam elas do setor privado ou relacionadas com a área pública. Por isso, existem boas oportunidades para quem se preparar e conhecer as demandas de cada ramo. Mas e você, sabe o que é necessário para atuar na área de contabilidade eleitoral?

Com esse conhecimento, bem como o domínio de elementos importantes na formação do contador dentro desse contexto, o profissional pode ampliar os seus horizontes e conseguir remunerações bem interessantes. Além disso, presta um bom serviço para a sociedade. Continue lendo e descubra como fazer isso.

O que é contabilidade eleitoral?

A contabilidade eleitoral é uma derivação dos processos contábeis tradicionais, voltada para a apuração e checagem das receitas e despesas que ocorreram durante uma eleição, efetuadas por candidatos e seus partidos políticos. Trata-se de uma verdadeira prestação de contas, que precisa ser efetivada em sintonia com as demandas da lei.

Na prática, tudo aquilo que os postulantes aos cargos públicos disponíveis arrecadarem e gastarem, estando eles concorrendo para cargos nas esferas municipais, estaduais ou federais, deve ser informado à Justiça Eleitoral. Com isso, é gerado um extrato, que depois será encaminhado para análise jurídica, que pode atestar a aprovação ou rejeição.

O que diz a legislação vigente?

O profissional em Ciências Contábeis tem um papel oficial no contexto da apuração, análise e aprovação de movimentações efetuadas nas eleições brasileiras desde 2014, ano em que foi promulgada a chamada Lei da Contabilidade Eleitoral. Ela estabeleceu uma maior relevância aos serviços do contador, tornando esse profissional imprescindível para a validade do processo.

A nova legislação ressalta que é preciso contar com um especialista habilitado em contabilidade desde o início da campanha, para fazer os registros pertinentes e auxiliar tanto candidatos quanto partidos na elaboração da prestação de contas, em concordância com as cláusulas estabelecidas na resolução e pelo Conselho Federal de Contabilidade.

Qual é a função do contador?

O profissional contábil tem a função de trazer mais segurança para os trâmites e demonstrar para população, a partir dos preceitos das Ciências Contábeis, quais foram os recursos utilizados pelos candidatos e partidos participantes do pleito.

De acordo com as novas resoluções, tudo precisa ser acompanhado pelo contador habilitado, fazendo o registro e ajudando na prestação de contas. Se isso não for feito ou se irregularidades forem encontradas, a consequência é a desaprovação das contas, que pode resultar na não diplomação ou cassação, caso o cargo já tenha sido assumido.

As ações fiscalizadoras também estão relacionadas com o cumprimento de exigências, sobretudo relacionadas à comprovação da aplicação dos recursos advindos de doações e do Fundo Partidário. Assim, a função pode exigir documentos comprobatórios da legalidade do dinheiro que foi utilizado.

Quais são os elementos importantes na formação do contador?

Se você chegou até aqui, é bem possível que esteja pensando na possibilidade de atuar na contabilidade eleitoral, uma vez que é uma área em crescimento e com muitas oportunidades. Para isso, você deve dominar os elementos importantes na formação do contador. Confira abaixo alguns dos principais.


Conhecimento do mercado contábil

Para atuar na contabilidade eleitoral, você precisa ter um forte conhecimento do mercado contábil. Afinal, ele estará lidando com um ramo crucial para a sociedade e, para oferecer o melhor serviço, um bom ponto de partida é dominar processos relacionados com contabilidade financeira, internacional, empresarial e assim por diante.

Sintonia com o universo eleitoral

Se deseja atuar com contabilidade nas eleições, é recomendável que você comece a se conectar com esse universo, até para encontrar as melhores oportunidades. Você pode, por exemplo, ter atenção às épocas que antecedem o início de cada período eleitoral, já que trazem possibilidades para quem quer entrar no ramo.


Boas capacidades de adaptação

A contabilidade eleitoral exige um perfil adaptável de seus profissionais. Assim, quem está ingressando no segmento precisa saber disso. É um ramo dinâmico, no qual você terá que lidar com todos os tipos de pessoas, regras e exigências. A própria legislação segue se atualizando, e você deve acompanhar essa evolução.


Como atuar nesse ramo?

Agora que você sabe mais sobre o conceito de contabilidade eleitoral, o que diz a lei, descobriu possibilidades e conheceu os elementos importantes na formação do contador, chegou a hora de partir para o lado prático e entender como atuar nesse ramo. Acompanhe algumas dicas a seguir.


Prepare-se

Como dissemos, é antes do início de cada período eleitoral que a maioria das oportunidades do setor aparece. Entretanto, se você deixar para aprender sobre o assunto apenas quando esse momento chegar, certamente perderá espaço para os seus concorrentes. Sendo assim, se prepare com o máximo de antecedência possível.

Pesquise sobre as regras vigentes

Para atuar com a contabilidade eleitoral, é imprescindível conhecer as regras de prestação de contas de candidatos e partidos nas eleições. Isso inclui a divulgação da movimentação de recursos de campanha em até 72 horas, a inserção de dados no Sistema de Prestação de Contas Eleitorais (SPCE) e assim por diante.

Conte com formações específicas

Para ter um bom preparo, você pode apostar nas formações específicas. Quanto mais conhecimento você adquirir, maiores serão suas chances de contratação na contabilidade eleitoral. É interessante buscar tanto opções que tratem especificamente sobre o tema, quanto outras que abordem áreas relacionadas, como contabilidade gerencial, internacional, financeira, entre outras.

Aposte no poder da tecnologia

Por fim, você deve entender como a tecnologia pode ajudar no universo da contabilidade eleitoral. São muitos dados que passam pelo profissional, e eles podem ser facilmente perdidos em processos manuais. Com um bom sistema de gestão, o trabalho é otimizado. Todas as informações ficam centralizadas e seguras e são facilmente transmitidas por meio de relatórios.

Agora você sabe mais sobre a contabilidade eleitoral. Lembre-se de que contar com ferramentas tecnológicas adequadas é muito importante para agilizar os processos contábeis e ajudar a atrair clientes nesse ramo.

Gostou de aprender mais sobre a contabilidade eleitoral? Quer contar com uma das melhores soluções em tecnologia do mercado? Então, aproveite para conhecer os diferenciais do QuickBooks para contadores!


Artigos Relacionados