Image Alt Text
Documentacao

Conheça todos os benefícios da carteira de trabalho digital

O avanço da tecnologia beneficiou e modernizou diversos setores da sociedade, como a medicina, a comunicação e até mesmo a segurança. Consequentemente, ela beneficiou também os trabalhadores, com a criação de opções digitais para documentos importantes — e, muitas vezes, obrigatórios — para suas vidas. Esse é o caso da carteira de trabalho digital.

Criada pelo Ministério da Economia em 2017, a carteira de trabalho digital se tornou uma substituta para a carteira de trabalho física em setembro de 2019, facilitando o processo de contratação e entrelaçando o número da CTPS com o do CPF — sim, com a carteira de trabalho digital e o CPF passam a ter o mesmo número, ou seja, nada mais de ter que carregar dezenas de documentos para conseguir se lembrar de todos os números deles.

Ainda assim, a carteira de trabalho digital é pouco conhecida e até mesmo pouco divulgada pelo Brasil. Por isso, preparamos esse artigo para que você saiba quais são as vantagens da carteira de trabalho digital, seu funcionamento e como fazer o cadastro para obter uma.

Leia agora e descubra tudo o que você precisa saber sobre a carteira de trabalho digital.

O que é a carteira de trabalho digital?

Criada em 1932 pelo Decreto nº 21.175 , a Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS é um documento obrigatório para toda pessoa que preste algum serviço profissional no Brasil. Ela contém dados como nome do trabalhador, data de nascimento, estado civil e seu endereço residencial, além de informações sobre suas contratações: nome e localização da empresa contratante, descrição dos serviços, salário, data de admissão e saída da empresa também tem um espaço na carteira de trabalho, além de outras informações sobre o vínculo empregatício.

A CTPS é de extrema importância para que o trabalhador receba os direitos trabalhistas e previdenciários previstos na Consolidação das Leis do Trabalho – CLT , como seguro desemprego e o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço – FGTS. Por isso, é um documento obrigatório, que deve ser preenchido toda vez que há uma nova relação de trabalho entre empregador e empregado — incluindo nisso troca de cargos dentro de uma empresa. Ou seja, toda vez que um funcionário é contratado em regime CLT, ele deve ter sua carteira de trabalho preenchida.

A carteira de trabalho digital nada mais é do que a carteira de trabalho em formato digital. Nela, estão disponíveis todos os dados disponíveis na carteira de trabalho física, só que em um aplicativo, que pode ser baixado no celular ou no site do Governo Federal

Como a carteira de trabalho digital funciona?

Antes, para emitir a CTPS, era necessário que o trabalhador se dirigisse ao posto de atendimento autorizado pelo Governo Federal na hora marcada, levando documentos como RG e CPF para realizar a emissão da carteira.

Agora, para emitir a carteira de trabalho digital, basta baixar o aplicativo Carteira de Trabalho Digital em seu smartphone ou acessar o site de serviços do Governo Federal para se cadastrar. A carteira de trabalho é disponibilizada imediatamente após o cadastro, o que é um ponto positivo se comparado a alguns lugares do país, onde demora alguns dias úteis até que a CTPS fique pronta.

Na hora da contratação, o novo colaborador deve apenas informar o CPF para que o empregador possa cadastrá-lo como funcionário da empresa.

E como a carteira de trabalho digital funciona para as empresas?

A carteira de trabalho digital não traz vantagens apenas para os trabalhadores: com o seu uso, as empresas poderão fazer contratações, demissões e outras anotações de maneira online, usando apenas o CPF do funcionário para conseguir registrar essas etapas, em vez da numeração específica que antes vinha na carteira de trabalho física.

O uso da versão digital da CTPS também é uma maneira do governo garantir que as empresas estão fazendo uso do eSocial, um sistema da administração pública que pretende facilitar o acesso às obrigações trabalhistas e previdenciárias, reunindo todos os dados dos trabalhadores em uma só plataforma.

Com isso, a empresa que realizar uma contratação terá a facilidade de lançar as informações sobre ela diretamente no sistema do eSocial , facilitando e tornando o processo de admissão ainda mais rápido e eficaz. Ou seja, menos trabalho e dor de cabeça para o setor de Recursos Humanos ou para microempresários que vão contratar seu primeiro funcionário.

Quais os seus benefícios?

Além de facilitar o processo de contratação de funcionários e diminuir a quantidade de documentos físicos necessários para esse processo, a existência da carteira de trabalho digital diminui o risco de fraudes e erros cometidos na hora de registrar o funcionário. Isso porque o aplicativo da carteira de trabalho digital é diretamente ligado não só ao eSocial, mas também ao Programa de Integração Social – PIS e ao Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED, sistemas importantes para garantir os direitos dos trabalhadores.

Outra vantagem observada é que, com a carteira digital, não há perdas ou possibilidade de deterioração da CTPS, assim como há espaço mais do que suficiente para que as anotações necessárias sejam feitas na carteira.

Como fazer a carteira de trabalho digital?

Agora que você já sabe todas as vantagens da carteira de trabalho digital e como ela funciona, é hora de saber como fazer a carteira de trabalho digital.

A primeira informação que todos devem ter é que, como a carteira digital está relacionada com o CPF, toda pessoa cadastrada nele, ou seja, que tem um número de CPF, já possui uma carteira de trabalho digital. É preciso apenas habilitá-la para começar a usá-la.

Para fazer isso, você deve entrar na página de acesso do Ministério da Economia , onde precisará clicar em “Entrar com GOV.BR”, o único botão disponível na página. Caso você já seja cadastrado em algum dos sistemas do governo, como o INSS, basta informar seu CPF e senha para acessar a página.

Caso você ainda não seja cadastrado, será necessário realizar esse registro. Você será redirecionado para uma página onde poderá preencher alguns de seus dados necessários para criar o login do site. Após o preenchimento, o site te dará as informações necessárias para validar o cadastro, que costumam mudar de pessoa para pessoa por questão de segurança. É necessário fazer essa validação para continuar com o processo de acessar a carteira de trabalho digital.

Após fazer o login na página, você entrará em uma área do site que tem todas as informações da sua carteira de trabalho digital. Por lá, você poderá visualizar seus dados pessoais, datas de admissão e demissão e anotações relativas ao seu emprego, como mudança de salário ou férias.

O processo para habilitar a carteira de trabalho digital pelo aplicativo é o mesmo, mas há uma diferença logo no início: é necessário fazer o download do app na loja de aplicativos do seu dispositivo Android ou iOS. Depois, basta seguir o passo a passo acima.

Fiz a carteira de trabalho digital. Posso jogar minha CTPS antiga fora?

Não! É muito importante que você mantenha sua CTPS física bem guardada, pois ela continua sendo um documento e comprova seu tempo de trabalho anterior, informação que, às vezes, pode não fazer parte da carteira de trabalho digital devido a demora de atualização dos registros.

Como faço a contratação de funcionários com a carteira de trabalho digital?

Se você tem uma empresa, você deve sempre se atentar às mudanças e novidades relacionadas à gestão, especialmente na contratação de funcionários. Por isso, é comum que surjam dúvidas sobre a contratação de funcionários com o uso da carteira digital.

Como falamos acima, a carteira digital é uma maneira de incentivar as empresas a utilizarem o eSocial, plataforma integrada do Governo Federal. Por isso, é necessário que a empresa que quer adicionar um colaborador em seu quadro de funcionários tenha um cadastro nesse site. Depois de feito o cadastro, é necessário que a empresa reúna os CPFs de todos os funcionários contratados em regime CLT para que o setor de Recursos Humanos possa atualizar os registros dos funcionários na plataforma.

No caso de contratação de um novo funcionário pela carteira de trabalho digital, é preciso registrar o CPF no eSocial em até cinco dias úteis a partir da admissão do colaborador, onde também serão registradas as informações relativas à mudanças de cargo, alterações salariais e outras anotações necessárias.

Você já sabe tudo sobre a carteira de trabalho digital, então que tal receber outros artigos e informações como essa diretamente em seu e-mail?

Assine agora a newsletter do QuickBooks, o sistema de gestão financeira online ideal para o seu negócio, e receba materiais para aprender mais sobre a gestão da sua empresa!


Artigos Relacionados