2017-04-10 00:00:00 Documentação English Regimes tributários podem ser difíceis de entender, mas estamos aqui para simplificar as coisas e te explicar o que muda entre eles! https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/04/simples-nacional.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/documentacao/lucro-presumido-ou-simples-nacional-descubra-o-melhor-regime-para-seu-negocio/ Lucro Presumido e Simples Nacional: qual a diferença? | QuickBooks

Simples Nacional ou Lucro Presumido: qual a diferença dos regimes?

5 min de leitura

Um dos vários processos que devem ser realizados na abertura de uma empresa é a escolha do regime tributário no qual ela irá se enquadrar. Por isso, saber quais são os regimes que existem no Brasil e quais são os requisitos para se encaixar em cada um deles é importante.

Após uma breve pesquisa sobre esse assunto, é comum que empresários se vejam se perguntando se é melhor escolher pelo Simples Nacional ou Lucro Presumido.

Esse artigo do QuickBooks foi feito especialmente para quem têm essa dúvida. Saiba agora a diferença entre o Simples Nacional e o Lucro Presumido e qual é o melhor para encaixar sua empresa!

O que são regimes tributários?

O regime tributário nada mais é do que o conjunto de leis que a empresa deve seguir para pagar seus impostos obrigatórios. O que define por qual dos regimes a empresa deve optar é a arrecadação da empresa — que é utilizada como base para os cálculos de impostos —, mas outros fatores, como porte e tipo de sociedade, também interferem na escolha do regime tributário.

No Brasil, existem três tipos de regimes tributários: o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real. O Lucro Real é um regime que deve ser adotado por empresas que tenham receita bruta de mais do que R$78 milhões por ano. Ele é considerado mais adequado para empresas que tenham margem de lucro menor que 32%.

Além disso, empresas como instituições bancárias, cooperativas de crédito e empresas de seguros e previdência privada, são obrigadas a se encaixar nesse regime. Leia o artigo sobre Lucro Real no blog do QuickBooks para saber mais sobre esse regime tributário.

Mas, se sua empresa não se encaixa em nenhuma dessas características, o melhor a fazer é optar pelo Simples Nacional ou Lucro Presumido.

O que é Simples Nacional?

O Simples Nacional foi um regime criado em 2006 para facilitar o pagamento de tributos pelas micro e pequenas empresas.

Além de ter alíquotas mais baixas, que variam entre 4% e 33% do faturamento bruto anual da empresa, o Simples Nacional também unificou o pagamento de impostos como o ICMS, o ISS e o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica em um Documento de Arrecadação Simplificada, conhecido popularmente como DAS.

Para se encaixar no Simples Nacional, a empresa deve seguir alguns critérios. São eles:

  • Ser microempreendedor individual (MEI), micro ou pequena empresa;
  • Faturar até R$4.8 milhões por ano;
  • Não ser uma Sociedade Anônima, ter sócios morando fora do país ou ter uma empresa em seu quadro de sócios;
  • Ter atividades permitidas no CNAE – Classificação Nacional de Atividades Econômicas, já que existem algumas atividades que não podem se encaixar no Simples Nacional.

O que é Lucro Presumido?

O Lucro Presumido também é um regime de tributação simplificada que apresenta uma margem de lucro pré-fixada para calcular o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) das empresas.

O nome Lucro Presumido vem daí: ao estabelecer, ou seja, presumir, uma margem de lucro para a empresa, o cálculo dos impostos sempre será feito em cima do valor fixado. Isso acontecerá mesmo que a empresa tenha uma margem de lucro maior ou uma margem de lucro menor.

A alíquota de imposto do Lucro Presumido varia entre 8% para indústria e comércio a 32% para empresas prestadoras de serviço. Já o PIS e o Cofins tem alíquota somada de até 3,65% do faturamento, e são mensurados de maneira cumulativa: as compras feitas pela empresa não geram abatimento nesses impostos.

Para se encaixar no Lucro Presumido, a empresa deve:

  • Faturar até R$78 milhões por ano;
  • Não ser uma cooperativa de crédito, de previdência privada ou instituição bancária;
  • Não ter rendimentos vindos do exterior.

Simples Nacional ou Lucro Presumido: o que é melhor?

A resposta é simples: depende. Como você deve ter percebido, existem vantagens e desvantagens em ambos os regimes, o que pode deixar a resposta para a pergunta “Simples Nacional ou Lucro Presumido?” um pouco mais difícil. Mas, agora que você já sabe as principais características dos dois regimes, podemos falar mais abertamente sobre isso.

A principal vantagem do Simples Nacional é a redução da burocracia. Fazer o pagamento de todos os impostos através da DAS tornou mais fácil o dia a dia dos gestores, evitando toda a confusão de pagar cada imposto de valor diferente em um dia específico.

Porém, para muitas pessoas, seu limite de faturamento é uma desvantagem: para muitas empresas, o teto de R$4,8 milhões é um problema, já que o faturamento anual delas é maior. Já no Lucro Presumido, a desvantagem é a questão da margem pré-fixada de lucro. 

Enquanto a ideia de faturar mais e pagar um valor menor de impostos parece atraente, existe também a possibilidade de, em um ano com margem de lucro abaixo da média, o valor dos impostos continuará o mesmo devido à margem pré-fixada, o que torna o regime tributário uma opção bem cara.

Por outro lado, o Lucro Presumido possui alíquotas de impostos mais baixas se comparadas ao Simples Nacional, o que é um atrativo para qualquer empresa.

Como saber em qual regime tributário a empresa se encaixa

Escolher corretamente o regime tributário para sua empresa é extremamente importante para evitar problemas com a Receita ou para evitar o pagamento de impostos desnecessários.

Por isso, antes de identificar qual o melhor regime tributário para sua empresa, é necessário observar com calma quais são as especificações e exigências de cada um deles.

Também é importante compará-las com as características de seu negócio, como previsão de faturamento anual, margem de lucro, folha salarial dos funcionários, tipo de sociedade e porte da empresa.

Fazendo isso, é possível responder todas as dúvidas que você pode ter tido para escolher o Lucro Presumido ou o Simples Nacional.

Quer saber mais sobre contabilidade para empresários e pequenas empresas? O blog do QuickBooks tem uma sessão especial para você aprender todos os conceitos financeiros necessários para cuidar da sua empresa! 

Você também pode acessar nosso Guia Completo de Contabilidade para Não Contadores sempre que precisar!

 

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Frase dinâmica vendedora de acordo com a caregoria para ter um melhor efeito!

Oferta especial

Até
70
%
off
Teste agora


Sistema de Controle Financeiro para seu Negócio

Veja também

Saiba como funciona o pagamento do imposto do Simples Nacional

Se você está se preparando para abrir uma empresa ou já é…

Leia Mais

Lucro Real: tudo o que você deve saber sobre esse regime tributário

Você sabe o que é o Lucro Real? O Brasil é um…

Leia Mais

Guia completo sobre IRPJ que você precisa conhecer

Os tributos (impostos, contribuições e taxas) são divididos entre três órgãos distintos.…

Leia Mais