2017-07-20 11:17:46 Empreendedorismo English Venda por consignação e por comissão são tipos de vendas que envolvem comissão, mas com características e momentos diferentes.... https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/07/venda-por-consignacao-x-venda-por-comissao-saiba-quais-sao-as-diferencas.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/empreendedorismo/consignacao-e-comissao-quais-as-diferencas/ Venda por consignação ou comissão? Entenda a diferença | QuickBooks

Venda por consignação X venda por comissão: confira as diferenças

7 min de leitura

“Consignação” e “comissão” são duas palavras que fazem parte do dia a dia dos vendedores, mas que também geram muitas dúvidas. Por que será que isso acontece?

Basicamente, porque os dois tipos de vendas oferecem uma recompensa geralmente paga em dinheiro depois que as vendas foram feitas ou que os objetivos já estabelecidos foram cumpridos.

Quer ficar por dentro das diferenças entre venda consignada e venda comissionada? Então, continue a ler o artigo!

O que é venda consignada?

Uma venda por consignação acontece quando você deixa seus produtos com outras pessoas, lojas ou empresas para que elas façam a venda por você. Também chamada de consignação comercial, é uma forma para ajudar você a vender mais, investindo menos e correndo menos riscos. Isso, porque, na venda consignada, os vendedores não precisam pagar pelo que não foi vendido: as sobras voltam para o fornecedor.

Por que fazer a consignação?

Na realidade, a venda consignada faz sucesso exatamente pelo fato de ser benéfica para todos os envolvidos: fornecedor, vendedor e consumidor. Afinal, os produtos acabam sendo levados para um número maior de consumidores sem que isso gere custos extras, o que torna o preço final mais atrativo.

Além disso, não há a necessidade de investimento em estoque. Como consequência, é quase nula a chance de prejuízos por desperdício. Aliás, até o mercado financeiro é favorecido por essa modalidade, uma vez que a consignação aumenta as oportunidades de crescimento econômico, criando mais empregos e fazendo com que mais dinheiro circule na economia.

Quais as vantagens?

Agora que você já está um pouco mais familiarizado com a consignação e pôde entender essa opção como uma escolha inteligente para todos os envolvidos no processo de venda de um produto, vamos explicar um pouco melhor as vantagens que a venda consignada pode proporcionar. Veja a seguir.

Para os fornecedores

O fornecedor, que é o dono efetivo do produto, experimenta algumas vantagens bem interessantes com a venda consignada. Uma delas é o aumento da visibilidade e alcance dos seus artigos, que atingirão mais clientes e novos pontos de venda. Isso eleva o número de negociações concretizadas e, com isso, os lucros obtidos.

Para os vendedores

Os vendedores, que atuarão fazendo a ponte entre fornecedores e clientes, também se beneficiam bastante da consignação. Afinal, dessa forma, eles terão uma carteira de produtos mais diversificada, podendo também vender experiência e expertise na negociação. Com isso, trabalham com menos riscos e não têm custos com estoque ou preocupações em escoar as mercadorias.

Para os consumidores

Pouco adiantaria que a consignação gerasse vantagens para fornecedores e vendedores se o cliente final não fosse beneficiado, não é verdade? Afinal, é ele quem efetiva a transação e gera lucro para ambos. Os baixos custos de estoque e divulgação e a possibilidade de retornar os itens acabam se traduzindo em boas condições de compra, sobretudo com preços mais baixos.

Quais as desvantagens?

Embora a venda consignada proporcione vantagens bastante interessantes para os envolvidos, isso não quer dizer que não haja desvantagens durante o processo. Por isso, antes de iniciar essa modalidade de vendas, vale a pena considerá-las — até para evitar que elas aconteçam com você. Confira!

Falta de exclusividade

Quando um empreendedor opta por vender por meio de consignação, ele precisa ter em mente que o fornecedor trabalhará com vários vendedores, até para aumentar as suas margens de lucro. Por isso, a falta de exclusividade pode ser um problema, especialmente se não houver determinações explícitas sobre o tema no acordo entre as partes.

Baixas margens de lucro

Uma das desvantagens da venda consignada é a possibilidade de que o vendedor efetivo — no caso, um lojista ou pequeno empreendedor — acabe contando com margens de lucro mais discretas. Isso pode acontecer porque a consignação costuma remunerar via comissão por mercadoria vendida, o que nem sempre é interessante.

Dependência dos fornecedores

Um problema bastante evidente de empreendedores que vendem artigos por consignação é que, obviamente, eles têm um elevado grau de dependência dos seus fornecedores. Afinal, se não fornecerem os produtos, o vendedor simplesmente não tem o que vender. Por isso, vale a pena firmar um contrato bem-feito e manter uma boa relação com a empresa parceira.

O que são vendas por comissão?

Já as vendas por comissão acontecem quando, como o próprio nome já diz, é combinado um percentual de pagamento para o vendedor sobre o total dos produtos que ele vender. É considerada, por muitos empreendedores, uma forma de motivar e incentivar os colaboradores, aumentando as vendas e evitando que se acomodem com o salário fixo (sem comissão).

Uma venda por consignação pode ter comissão?

Sim! A partir do momento em que produtos são fornecidos para consignação, o fornecedor e o vendedor podem combinar qual será o ganho para cada venda realizada. É aí que entra em cena a comissão sobre o que foi vendido. Ao final, todos ganham: o fornecedor, o vendedor e o público, que consegue encontrar de modo mais fácil e rápido os produtos que deseja.

Quando usar a venda por consignação e a venda por comissão?

Agora, veremos quando é mais indicado adotar cada uma dessas possibilidades.

Consignação

Quando começar o próprio negócio e quiser alcançar o máximo de pessoas sem precisar gastar mais por isso. Ou, ainda, se quiser ganhar renda extra e começar a vender consignados de terceiros.

Comissão

Quando quiser aumentar as vendas e também a motivação da equipe de colaboradores, que passam a se dedicar mais a partir do momento em que souberem que poderão ser recompensados por cada venda.

Como fazer venda consignada?

Não tem jeito: para ter bons lucros atuando com a venda consignada, você precisa achar um ou mais fornecedores que tenham produtos de boa qualidade e sejam confiáveis. Para isso, deve fazer uma boa pesquisa de mercado, buscando empresas de alta credibilidade e grande expertise no ramo e que atuem no segmento de consignação.

Depois, será o momento de alinhar os pontos da parceria, sendo bastante recomendada a elaboração de um detalhado contrato de compromisso, que deve ser assinado entre as partes. Não se esqueça, também, de que será necessário ter um excelente controle de vendas, tanto para a sua própria organização quanto para prestar contas para os seus parceiros comerciais.

Quais os cuidados ao escolher um fornecedor?

Vamos supor que você já esteja decidido a obter todos os benefícios que as vendas consignadas podem proporcionar para o seu negócio e vá entrar nesse mercado. Para isso, como dissemos acima, precisa tomar alguns cuidados importantes, que vamos detalhar um pouco mais a seguir. Acompanhe.

Considere os preços

Não tem jeito: por mais que as vendas consignadas não ofereçam grandes riscos para o vendedor e sejam bastante vantajosas para todas as partes, o seu sucesso depende, sobretudo, do preço ao consumidor final. Por isso mesmo, você deve fazer uma análise muito detalhada de valores antes de fechar o contrato de parceria.

Como em qualquer outro tipo de estratégia de negociação, você não pode abrir mão de buscar pela máxima economia de recursos. Dentro desse contexto, procure fazer diversas cotações, compare tarifas e verifique se as quantias praticadas estão abaixo, acima ou dentro da média do mercado para o seu segmento.

Busque credibilidade

Mesmo que você esteja vendendo produtos por consignação, quem fará o contato com o consumidor final será você, e é a sua confiabilidade que estará em jogo, ao menos em um primeiro momento. Além disso, se o seu parceiro comercial atrasar as entregas ou não cumprir o combinado, você terá sérios prejuízos.

Portanto, um dos mais relevantes cuidados ao escolher um fornecedor é dar preferência para quem tem credibilidade no setor. Será preciso criar uma relação baseada em confiança e transparência, de forma a minimizar riscos e eventuais perdas no seu negócio. Então, faça uma boa avaliação e pesquise bem antes de assinar o contrato.

Analise a localização

Não é novidade para ninguém que, nos dias de hoje, o local físico de um negócio é bem menos importante do que era há alguns anos. Com o advento da internet, o avanço dos computadores e a atual eficácia dos meios de comunicação, você pode se comunicar com qualquer pessoa, em qualquer lugar do mundo, em questão de segundos.

No entanto, quando se trabalha com produtos e mercadorias, a coisa muda um pouco de figura. Embora as decisões ainda possam ser tomadas remotamente, os itens precisarão estar em suas mãos no momento certo, haja o que houver. Por isso, é interessante dar preferência para parceiros próximos, uma vez que isso facilita a logística e minimiza as chances de problemas.

Gostou de aprender mais sobre venda por consignação e venda por comissão? Então, continue acompanhando nossos conteúdos exclusivos sobre gestão financeira e dicas que ajudam sua empresa a crescer!

Siga os perfis do Quickbooks no Facebook, Instagram, Youtube e LinkedIn!

 

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.


Sistema de Controle Financeiro para seu Negócio

Veja também

O que é a precificação e como fazer corretamente em sua empresa

Definir corretamente os preços de produtos e serviços oferecidos pela empresa é…

Leia Mais

O que é markup e como calcular corretamente

Você está cobrando o preço certo pelos produtos que você vende ou…

Leia Mais

O que é bitributação? Veja exemplos e como funciona

O gerenciamento de tributos cria oportunidades para as empresas, pensando em uma…

Leia Mais