2016-09-19 00:00:00 Empreendedorismo English O setor de beleza é um dos que mais resistem à crise financeira no País. Veja neste artigo dicas para empreender neste mercado. https://d2bnb9dvbpjkfy.cloudfront.net/wp-content/uploads/2017/05/09021132/5-dicas-setor-de-beleza-facebook.png Veja dicas para criar uma empresa do setor de beleza

Veja dicas para criar uma empresa do setor de beleza

1 min de leitura

O mercado de produtos e serviços de beleza é um dos que mais resistem à crise financeira no País. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec), a previsão meta da Abihpec é que o mercado aumente o faturamento de 2015 em 2% ou 3%, apesar da recessão econômica.

A revista PEGN entrevistou  Cesar Tsukuda, diretor-superintendente da Beauty Fair, feira do mercado de beleza que ocorreu entre 10 e 13 de setembro, em São Paulo. Nesta entrevista, ele deu dicas para quem quer iniciar um negócio neste setor. Confira.

1 – Procure um nicho

Segundo Tsukuda, empresas de nicho tendem a ser rentáveis neste ramo. Alguns exemplos são salões especializados em cabelos cacheados, barbearias com visual mais moderno e empresas especializadas em design de sobrancelhas.

2 – Não pense só no preço

Ao negociar com fornecedores, o preço não pode ser o único fator a ser considerado pelo empreendedor. “Há empresas que vendem seus produtos a preços um pouco maiores, mas oferecem treinamentos, cursos e suporte ao empreendedor. O custo-benefício é que deve ser levado em conta nesses casos”, afirma Tsukuda.

3 – Invista em relacionamento

De acordo com Tsukuda, a presença em feiras e congressos do setor é fundamental para o estabelecimento de um bom networking. “Apesar das novas tecnologias, nosso mercado se baseia muito no contato presencial, no corpo a corpo. Por isso, participar de eventos é importante para os empreendedores do setor.”

Gostou desse artigo? Assine nossa newsletter e receba mais conteúdo sobre finanças para pequenas empresas. 

Curta também nossa página no Facebook e fique por dentro dos assuntos de interesse dos empreendedores.


As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

Vai contratar? Veja dicas para aplicar durante a seleção

Fazer uma entrevista de emprego pode parecer simples quando é você quem…

Leia Mais

Venda consignada: o que é e como funciona

Levar produtos para as prateleiras das redes de varejo e atacado é…

Leia Mais

Como criar e emitir nota fiscal eletrônica usando o QuickBooks ZeroPaper

Para facilitar a vida do comércio e tornar o controle financeiro mais…

Leia Mais