2021-05-19 16:12:35 Cresça sua Empresa English Tecnologia, inovação e muita competitividade. A pandemia de Covid-19 abalou a economia mundial, mas também trouxe algumas oportunidades. https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2021/05/negocios-lucrativos.jpeg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/expandindo-a-empresa/negocios-lucrativos-para-2021-quais-sao-as-tendencias/ Negócios lucrativos para 2021: quais são as tendências?

Negócios lucrativos para 2021: quais são as tendências?

5 min de leitura

Tecnologia, inovação e muita competitividade. Como todos sabemos, 2020 foi um ano histórico para a economia global, com mercados e países sendo colocados à prova. Mas em meio às dificuldades, algumas oportunidades também surgiram, e vale a pena dar uma olhada nelas.

Afinal de contas, você sabe quais são as tendências de negócios lucrativos para 2021? Caso não, sem problemas. O nosso objetivo é apresentar os nichos mais revigorados pelo pós-pandemia, demonstrando como você pode se posicionar e faturar nesses segmentos. Acompanhe o texto para saber mais!

Como a pandemia transformou o mercado e criou oportunidades?

A transformação digital é uma das revoluções mais alardeadas por todo o mundo. No entanto, ninguém poderia prever que essa fase de adaptação seria tão rápida e drástica como foi diante da pandemia de 2020.

Da noite para o dia, negócios aparentemente sólidos passaram a lidar com os obstáculos do distanciamento social — que foi uma medida indispensável para a atenuação do contágio. Foi nesse cenário que os empreendedores enxergaram a importância de se reinventar.

Com o tempo, empresas em todos os setores enxergaram que a solução era investir pesado em inovação, sobretudo aquelas no campo digital, seja para atrair o público, vender na internet ou até mesmo para prestar os serviços por essa esfera.

Em questão de semanas, um fenômeno de adaptação de escala histórica acontecia na frente dos nossos olhos, com imobiliárias oferecendo tours por videochamadas, grandes escritórios adotando o home office e o food service aderindo ao delivery e marketplaces em peso.

Mesmo para quem não empreende ou gerencia uma empresa, a pandemia ligou um alerta, deixando evidente a necessidade de transformação — o que reacendeu a popularidade de termos como a carreira líquida.

Mas em meio a todo esse caos e às urgências, algumas dores e necessidades do consumidor começaram a ficar cada vez mais evidentes. Aqui, falamos da guinada meteórica de setores como e-commerce, mídia social, consultoria, ensino e mais.

Segunda edição do QuickBooks Conecta

Quais são os principais negócios lucrativos para 2021?

Evidentemente, não são todos os setores que apresentaram boa performance durante a pandemia. Nesse sentido, o turismo é um exemplo trágico de queda de desempenho. Por isso, esse pode não ser o melhor momento para abrir uma agência para planejar retiro de negócios.

No entanto, existem vários nichos que conseguiram crescer, justamente por solucionarem algum problema que foi maximizado pelo contato com a pandemia da Covid-19. Dê uma olhada!

Loja virtual

Assim como a hotelaria, o entretenimento noturno e o turismo, o comércio presencial sofreu um baque violento durante a pandemia. Nesse cenário, aconteceu de tudo um pouco: lojistas quebrando por falta de adaptação e empresas contornando a situação ao apostar pesado no digital.

Nesse meio tempo, quem já operava virtualmente ganhou uma enorme vantagem na largada. Atualmente, é possível vender online tudo o que se vendia de forma presencial, com eficiência logística. Por isso, as lojas virtuais, independentemente do setor — moda, tabacaria, móveis ou o que você imaginar — apresentaram um desempenho consideravelmente melhor que as presenciais.

Gestão de mídias sociais

Como frisamos, da noite para o dia, as empresas perceberam que os clientes não poderiam mais entrar pela porta para fazer negócios. Foi nesse momento que as gestões tiveram um estalo, reconhecendo o poder e a importância das mídias sociais.

No entanto, o segmento de gestão de mídias e produção de conteúdo ainda é fortemente dominado por agências de marketing. Por isso, esse pode ser um setor interessante para empreender, já que você pode captar o público (pessoa físicas e pequenas empresas) ainda não alcançado pelas agências de maior escala.

Consultoria digital

Como não é novidade para ninguém, estamos vivendo tempos estranhos. Com tanta incerteza e instabilidade, a pandemia criou um mar de profissionais, empreendedores e empresas desorientadas pelo mercado, que precisam de um acompanhamento próximo e atencioso para colocar as coisas de volta aos trilhos.

É aqui que entram os consultores na era digital, também conhecidos como coaches, que podem oferecer aconselhamento técnico de qualidade, logicamente, considerando seu background acadêmico e profissional. Em uma era de videochamadas e crises de ansiedade, esse é um dos ramos mais bem ajustados para os tempos atuais.

Infoprodutos

O segmento educacional foi um dos que mais cresceu durante a pandemia. Foi nesse contexto que os famosos infoprodutos surfaram na onda do digital. Como sugere o nome, os infoprodutos são produtos digitais, que podem ser cursos, livros ou qualquer outro tipo de conteúdo que ofereça valor informacional a quem o compra.

Por conta disso, são os queridinhos do segmento digital. Para operar nesse ramo, você tem duas possibilidades: ou você é quem produz os conteúdos, ensinando alguma expertise sua a quem paga, ou você revende os infoprodutos de quem cria esses conteúdos.

Clube de assinatura

O clube de assinatura pode oferecer itens diferenciados aos assinantes, como livros, vinhos, cosméticos ou afins. O desafio aqui é encontrar seu público, construir uma audiência e trabalhar na fidelização — que é algo determinante para esse tipo de negócio.

SaaS

A sigla abrevia a expressão “Software as a Service”, ou seja, programa como um serviço. Para quem tem experiência com programação, a criação de serviços digitais pagos de maneira recorrente, como assinaturas mensais, pode ser especialmente interessante.

Além desse setor estar em alta nos últimos anos, vale notar que a criação de um SaaS permite que você ultrapasse barreiras nacionais. Em outros termos, caso você crie um produto que solucione um problema e encontre gente disposta a pagar por isso, você pode criar um produto internacional, cobrando em Dólar e aproveitando a ampla valorização da moeda americana sobre a nacional.

Por último, mas não menos importante, temos as aulas particulares. Tem alguma competência específica, como idioma, culinária, técnica, conversação ou afins? Bem, você pode disponibilizar isso ao mercado, cobrando por hora de aula dada. Em comum, todos os ramos aqui apresentados estão bem-adaptados para as ferramentas e desafios do ano.

Agora que você conhece os negócios lucrativos para 2021, aproveite o momento para espalhar essas noções entre seus colegas, compartilhando este artigo nas suas redes sociais!

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Frase dinâmica vendedora de acordo com a caregoria para ter um melhor efeito!

Oferta especial

Até
70
%
off
Teste agora


Sistema de Controle Financeiro para seu Negócio

Veja também

Tudo que você precisa saber sobre o Imposto de Renda 2021

Chegou a hora de fazer o Imposto de Renda 2021 e é…

Leia Mais

Tabela INSS 2021 para autônomos: 4 pontos importantes que você deve considerar

Você sabia que existe uma tabela do Instituto Nacional do Seguro Social…

Leia Mais

4 atualizações que o Carnê-Leão Web trouxe para a contabilidade

Contadores estão vivendo uma fase de transformação trazida pelo Carnê-Leão Web, que…

Leia Mais