redes sociais para empresas
Marketing

Guia completo de redes sociais para empresas

O uso das redes sociais por empresas é indispensável já há algum tempo. Independentemente do setor de atuação ou do tamanho do negócio, essas são ferramentas acessíveis e que devem ser aproveitadas ao máximo para divulgar produtos ou serviços.

Isso é ainda mais verdadeiro no Brasil, que é o país com maior acesso a essas plataformas na América Latina. Em média, os brasileiros passam cinco horas por dia nas redes, o que já é uma ótima justificativa para utilizar essa grande vitrine.

Que tal aprender mais sobre esse assunto? Acompanhe o conteúdo a seguir e confira várias dicas sobre o uso de redes sociais por empresas!

Qual a importância da presença da empresa nas redes sociais?

A internet e diversas tecnologias trouxeram grandes mudanças. Por exemplo, hoje fazemos transações bancárias em poucos segundos usando um smartphone, a qualquer hora e de qualquer lugar. A presença física já não é essencial para milhões de atividades, como ir ao banco, visitar uma loja, fazer um curso, frequentar a academia ou, até, realizar uma consulta médica.

Por outro lado, a presença digital passou a ser indispensável em muitos sentidos, tanto para as pessoas físicas quanto para as jurídicas. Ou seja, aprender a lidar com a tecnologia é uma habilidade importante nos dias de hoje. Apenas no Brasil, são aproximadamente 134 milhões de usuários recorrentes de internet, o que representa uma proporção de três em cada quatro brasileiros.

A verdade é que o mundo virtual virou um grande ponto de encontro, com pessoas conectadas e consumindo informação o tempo todo. Não aproveitar essa “vitrine” para expor produtos ou serviços é perder oportunidades todos os dias.

As empresas que sabem usar essas ferramentas a seu favor saem ganhando, até porque muitas vendas são realizadas virtualmente. Mesmo quando o consumidor não finaliza a compra pela internet, as redes sociais atuam como influenciadoras nesse processo de decisão.

Ao ver um post ou anúncio, o usuário desperta sua atenção, cria um desejo ou descobre uma necessidade. Isso era muito comum ao passear em um shopping, mas a verdade é que agora temos tudo na palma das mãos, e não é preciso fazer nenhum esforço para ser impactado.

Por sua vez, as empresas precisam agir e devem inserir o online até como parte da cultura organizacional. As ferramentas tecnológicas facilitam e otimizam uma série de tarefas, incluindo o marketing e o relacionamento com o público.

O contato das redes sociais entre as empresas e as pessoas é direto, além de representar um investimento baixo. Se, antes, era preciso desembolsar valores astronômicos para os comerciais na TV ou na mídia impressa, essas plataformas surgiram como alternativas democráticas de comunicação.


Quais as vantagens?

Já falamos da importância das redes sociais para empresas, mas é fato que elas também ganham destaque por oferecerem vantagens para o mundo corporativo, e não somente por serem uma tendência no mercado.

Claro, apostar nesse tipo de comunicação exige muito trabalho, dedicação e até investimento financeiro, só que os benefícios são atrativos. Confira os principais a seguir!


Divulgação

A primeira vantagem e a mais simples de perceber é a chance de divulgar seus produtos ou serviços com autonomia em um espaço com alcance mundial. Um perfil em uma rede social (como o Instagram ou o Facebook) funciona como uma exposição do que a empresa oferece para o mercado.

Antes de essas plataformas existirem, era necessário comprar um espaço em jornais, revistas ou outros locais para fazer qualquer tipo de divulgação. Se você se lembra das propagandas no meio das reportagens, pense como elas agora aparecem quando você abre um site na internet ou um aplicativo no celular.

Com as redes sociais, você alcança tanto a comunidade que já acompanha o seu perfil quanto pessoas que ainda não conhecem a marca. Não existem as limitações de ter que comprar uma revista ou estar assistindo à televisão no momento certo para conferir a divulgação, porque os anúncios são programados de acordo com o perfil de usuário que cada empresa deseja atingir.


Oportunidade de impacto

As redes sociais são plataformas que conectam pessoas, sendo oportunidades de impactar quem está do outro lado da tela. Por exemplo, quando um outdoor com uma propaganda é colocado em determinado local, ele vai informar ou causar impressões em um grupo limitado e indefinido de pessoas — que são aquelas que passam por aquele lugar e olham para a imagem.

Na internet, as possibilidades são multiplicadas. Lojas virtuais conseguem alcançar e vender para quem está muito distante do espaço físico (no caso de uma loja física ou do centro de distribuição).

Além de eliminar as distâncias, as oportunidades são variadas no sentido do tipo de conteúdo. Um post pode ser em formato de texto, áudio, vídeo, entre outros. Em resumo, são muitas as chances de interação e para milhares de pessoas.

Tráfego para o site

Ter um site atualizado é tão importante quanto trabalhar o conteúdo das redes sociais para sua empresa. Na verdade, um acaba servindo ao outro. Se as vendas são feitas pelo site, é preciso atrair clientes para ele, certo? Isso se chama aumentar o tráfego.

Encontrar um site por conta própria é mais difícil, porque as pessoas precisam conhecer a marca ou fazer uma pesquisa nos mecanismos de busca. Por isso, os anúncios ou perfis da sua empresa nas redes sociais facilitam o trabalho, servindo como “lembretes” sobre os produtos ou serviços oferecidos.

Posts nas redes que revelam novidades são um bom exemplo de atração, já que nem sempre as pessoas abrirão seu site regularmente para conferir os lançamentos. E quanto mais gente entra no site, melhor fica o seu posicionamento no Google e, claro, maiores são as chances de vendas.

Construção de autoridade

A construção de uma marca não acontece da noite para o dia. Ter autoridade em um assunto ou setor do mercado é algo que leva tempo.

Imagine quantas opções de refrigerantes existem no mundo e o tamanho do esforço ao longo dos anos para a Coca-Cola firmar sua relevância nesse segmento. Ela é, certamente, uma das primeiras marcas lembradas (senão a primeira) pela imensa maioria das pessoas quando falamos de refrigerante.

Mesmo que a intenção não seja atingir um nível tão alto — pois usamos como referência uma marca mundial —, construir autoridade é essencial para ter um negócio de sucesso, que transmita credibilidade e visibilidade para crescer.

A presença da empresa nas redes sociais é um dos meios de se fazer isso. Já pensou procurar por uma marca na internet e não achar nada relevante? A experiência do cliente é muito melhor quando ele encontra um bom site e redes atualizadas com conteúdo de qualidade.

Baixo investimento

O fato de as redes sociais não exigirem grandes investimentos é um ótimo benefício, principalmente para as pequenas e médias empresas, que não têm um orçamento tão grande para divulgação. As grandes marcas continuam anunciando em canais milionários, mas, na internet, você não precisa de tanto.

Na maior parte das plataformas, criar um perfil é gratuito. O investimento é basicamente relacionado à mão de obra para administrar as redes, desenvolver estratégias e criar conteúdos.

O crescimento orgânico dá certo e traz sucesso para muitas empresas nas redes sociais, embora também seja possível trabalhar com anúncios pagos. Para você ter uma ideia, uma campanha patrocinada pode ser feita com apenas 50 reais ou até menos.


Quais são as redes mais populares?

Talvez você só conheça algumas delas, mas o número de redes sociais é considerável. A qualquer momento, ainda pode surgir uma nova, e é natural que elas passem por ciclos de sucesso, o que depende da aceitação do público.

Prova disso é o finado Orkut, que foi muito bem-sucedido durante um tempo e acabou desativado pela Google em 2014. Novas tendências aparecem, e acompanhar essa movimentação do mercado é uma tarefa importante para marcar a presença da sua empresa nas redes sociais mais acessadas.

Abaixo, temos os grandes nomes da atualidade e as principais características de cada um deles.


Instagram

Não há dúvidas de que o Instagram é, hoje, uma das ferramentas mais populares no mundo inteiro: um bilhão de usuários, e muitos milhões deles estão no Brasil.

Tudo começou com a proposta de compartilhar imagens, e agora várias funções já foram acumuladas. Os perfis pessoais abriram espaço para o universo corporativo, e as marcas já dominam o Instagram, usando até o recurso de marketplace da própria plataforma.

Sendo tão popular, não dá para ficar de fora dessa comunidade e perder a chance de alcançar tanta gente. Independentemente do estilo de perfil que a sua empresa pretenda criar, essa, com certeza, é uma rede que não pode ficar de fora do seu planejamento de marketing digital.

Facebook

Antes do Instagram, podemos dizer que o Facebook dominava o mundo das redes sociais. Apesar de tantas outras opções, foi a iniciativa de Mark Zuckerberg e seus colegas que “caiu nas graças do público”. Não por acaso, a aquisição do Instagram pelo empresário foi considerada uma tentativa de controlar a concorrência.

A boa notícia é que as pessoas conciliam diferentes redes sociais, e o Facebook continua sendo uma plataforma relevante, com quase 3 bilhões de usuários no mundo. Muitas empresas acabam focando mais o Instagram, mas é bom lembrar que o Facebook também tem um ótimo alcance e oferece boas funcionalidades.

YouTube

A principal rede para quem produz vídeos é o YouTube. Aliás, é possível monetizar os seus acessos, dependendo da quantidade de seguidores e de conteúdos postados. O sucesso é tanto que, hoje, existe a carreira de youtuber, desempenhada por pessoas que se dedicam à produção de conteúdo na plataforma e ganham para isso.

Essa é a rede social mais indicada para sua empresa postar conteúdos mais longos e criar um acervo desses materiais que seja de fácil acesso. As instituições de ensino são um bom exemplo de utilização do YouTube. Muitas delas gravam videoaulas para facilitar a vida dos estudantes, mas outros tipos de empresa podem disponibilizar treinamentos e tutoriais de funcionamento de um produto ou gerar conteúdos diversos. O que manda é a criatividade e o interesse do seu público!

WhatsApp

Muita gente não enxerga o WhatsApp como uma rede social, mas como um aplicativo para trocar mensagens com os amigos no dia a dia. Já parou para pensar que esse é um meio de comunicação prático para falar também com quem você não conhece? O WhatsApp tem sido cada vez mais usado como um recurso de marketing.

Enviar promoções e campanhas que antes ficavam restritas ao e-mail ficou mais fácil, e a probabilidade de um cliente abrir a mensagem do WhatsApp é consideravelmente maior do que checar todos os e-mails da caixa de entrada, concorda?

Sendo assim, vale aproveitar mais esse canal de comunicação. O WhatsApp Business permite criar perfis comerciais, automatizar mensagens e conferir estatísticas de engajamento.


LinkedIn

Quando se fala em redes sociais para empresas, é claro que o LinkedIn vai vir à mente. Isso, porque seus usuários estão interessados em saber de negócios, e as marcas conseguem criar autoridade quando postam bons conteúdos por lá.

É válido analisar se o seu setor de atuação tem uma forte presença nessa plataforma, o que vai determinar suas decisões. Por exemplo, quem tem uma loja de roupa, provavelmente, vai direcionar seu foco mais para outras redes, enquanto indústrias e agências de publicidade usam muito o LinkedIn.

De qualquer maneira, mesmo que não seja tão relevante para o seu negócio, vale a pena ter um perfil pessoal para acompanhar tendências e manter sua rede de contatos profissionais.

Quais práticas devem ser adotadas?

Não podemos finalizar este conteúdo sem falar de como gerenciar as redes sociais da empresa da melhor forma possível. A realidade é que, como vários fatores influenciam esse esforço, não existe uma fórmula mágica para o sucesso.

Cada empresa tem condições, estratégias e objetivos diferentes, mas existem algumas práticas que podem ajudar qualquer perfil a ter bons resultados no ambiente virtual. Veja quais são as nossas dicas.

Conhecer as personas

A eficiência da comunicação depende muito de conhecer a pessoa com quem você está conversando. Pare para pensar em como um professor da educação infantil precisa ter uma abordagem diferente em sala de aula do que um docente universitário. Não poderia ser a mesma linguagem ou tipo de conteúdo, concorda?

É muito importante direcionar os conteúdos para o seu público. Então, saber quem é a “persona” do outro lado é fundamental, pois esse é um diferencial para atingir os objetivos de cada publicação.

O primeiro passo é montar uma descrição de quem seria o seu potencial cliente. Imagine detalhes como sexo, idade, hábitos, interesses, ocupação e dificuldades. Não há problema em ter dois ou mais perfis, principalmente se os seus produtos atingem nichos distintos.

Em resumo, a grande vantagem de fazer isso é que fica muito mais fácil interagir com quem você “conhece” do que criar conteúdos para um público muito abrangente.


Organizar os temas

Organização é uma palavra-chave para administrar as redes sociais, já que a falta dela é capaz de dificultar bastante a recorrência dos posts. O ideal é fazer um brainstorming para gerar ideias e elaborar um cronograma com a previsão para lançar cada conteúdo.

A etapa de criação de pautas exige muita pesquisa. Vale dar uma olhada nas redes dos concorrentes e buscar temas que possam interessar à sua persona.

Outra dica é não focar apenas a divulgação direta do produto ou serviço, mas mesclar assuntos que sejam relacionados ao seu negócio. Além de vender, seja um canal de informação para o seu cliente. Lembre-se, também, de cultivar o relacionamento entre vocês.

Após a pesquisa, monte a programação como preferir, estabelecendo uma agenda para a semana ou para o mês inteiro, por exemplo. Prepare os materiais que serão postados com muita atenção, revise os conteúdos e avalie quais os melhores horários para interagir.


Diversificar os conteúdos

Ao contrário da mídia impressa, o mundo virtual permite que a sua comunicação seja diversificada. O que estamos querendo dizer? Basicamente, que um perfil de rede social pode postar textos, fotos, vídeos, links, entre outros.

Variar as suas publicações é uma boa estratégia para montar uma página criativa, interessante e que desperte a atenção do seu público. Afinal, ser muito repetitivo pode fazer com que o engajamento caia ao longo do tempo. As pessoas buscam informações e conteúdos de qualidade, que realmente chamem a atenção e despertem a vontade de interagir (não só de comprar).

Sabendo disso, na hora de planejar os posts e pensar nos temas, considere a variedade como um fator importante. Diversifique os assuntos e os tipos de conteúdo, até porque cada pessoa pode se sentir atraída por uma publicação diferente.

Criar uma identidade para a marca

Assim como é importante enxergar as pessoas do outro lado, pense que elas também enxergam a sua empresa como uma “pessoa”. Então, busque construir uma identidade própria e descubra como trabalhar isso da melhor forma possível.

Essa dica vale para tudo: apresentação visual, linguagem, posicionamento e outros detalhes. Um exemplo: como identificamos o banco Itaú sem que a logomarca apareça em uma propaganda? As cores da sua identidade visual têm muita força.

Não é preciso seguir sempre o mesmo padrão nas postagens, mas sim traduzir seus valores e objetivos em cada interação. Não por acaso, tantas organizações ganham visibilidade ao apoiarem determinadas causas.

Empresas com viés sustentável usam as redes sociais para lembrar da importância de preservar a natureza, enquanto negócios direcionados para o sexo feminino defendem o valor das mulheres na sociedade direta ou indiretamente. Design, discurso e atitudes são elementos dessa identidade própria.

Ter frequência nas postagens

Citamos como a organização é essencial, mas ela só funciona bem com disciplina. De nada adianta ter um cronograma de postagens se ele não for cumprido, não é verdade?

A frequência é muito importante para não deixar as redes desatualizadas. O que nem todo mundo sabe é que cada plataforma tem um algoritmo de funcionamento, e a falta de interação pode ser um fator determinante para diminuir a visibilidade de um perfil.

E pensando pelo lado do usuário, não faz muito sentido seguir perfis que não postam frequentemente. A questão é que não existe uma regra válida para todo caso. Cada empresa deve analisar sua capacidade de colocar em prática suas estratégias de marketing e manter as redes ativas.

É melhor postar uma ou duas vezes na semana, por exemplo, do que postar muitas vezes em uma semana e depois passar vários dias sem nenhum conteúdo. Ao mesmo tempo, ter um ótimo post na semana pode ser mais eficaz do que ter muitos sem nenhuma precisão comunicativa. A constância e a qualidade são dois segredos.

Oferecer um bom atendimento

Uma rede social é um meio para aproximar pessoas, sendo importante entender que a comunicação é uma via de mão dupla. Ou seja, perceba as redes como mais um canal de atendimento da sua empresa, assim como você responde a e-mails ou atende ao telefone.

É claro que existem perfis com muitos seguidores, o que dificulta a interação com todos os usuários. Porém, vale se esforçar ao máximo para oferecer a melhor experiência de atendimento possível pelas redes sociais da sua empresa.

Responder a dúvidas em comentários e mensagens diretas são exemplos disso. As pessoas se comunicam cada vez mais pela internet, e a falta de atenção pode colocar as vendas em risco.


Analisar as métricas

Não citamos este item na parte das vantagens para falar, aqui, da importância dos dados gerados pelas redes sociais. Cada ferramenta oferece para os perfis comerciais uma série de informações dos acessos, como curtidas, visualizações, alcance e características dos usuários.

O problema é que diversas empresas não analisam nada disso e deixam todos esses dados passarem despercebidos. O ideal é acompanhar as estatísticas e usá-las para desenvolver as estratégias de marketing.

Aproveite para conhecer as pessoas que interagem com você e direcionar os seus conteúdos para elas. Ou, então, avalie as informações para planejar uma campanha voltada para um público diferente e ver quais são os resultados dessa tentativa.

Investir em marketing digital

Diante de tantas tarefas, fica claro que investir em marketing digital deve ser uma das prioridades para uma empresa atualmente. Manter as redes atualizadas é somente uma parte do que pode ser feito, mas, com certeza, uma parte importante, pelo alcance que essas ferramentas oferecem.

O que achou do nosso guia sobre redes sociais para empresas? Pense em cada sugestão e defina quais estratégias fazem mais sentido para bombar o seu negócio!

Aproveitando a oportunidade, siga o nosso perfil nas redes para continuar acompanhando tudo o que publicamos e mais dicas! Estamos no InstagramFacebookYouTube e LinkedIn.


Artigos Relacionados