2017-09-11 17:00:50 Nota Fiscal Eletrônica English Entenda o que é a NFS-e e o que muda se o uso nacional da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica entrar em vigor. https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/08/NFS-e-o-que-e-e-o-que-muda-se-entrar-em-vigor.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/nota-fiscal-eletronica/o-que-e-nfse-e-o-que-muda-se-entrar-em-vigor/ O que é NFS-e e o que muda se o uso nacional entrar em vigor

NFS-e: o que é e o que muda se entrar em vigor

2 min de leitura

Você já deve ter ouvido falar na NF-e, que é a Nota Fiscal Eletrônica, certo? Emitida por fornecedores de produtos, ela já está firme no Brasil há algum tempo e por isso é bastante conhecida. Mas, em dezembro de 2017, a NFS-e deve ser implantada em âmbito nacional e ficar bem popular também. Por isso, vamos entender mais sobre ela e o que vai mudar para o empreendedor se ela entrar em vigor. Confira!

O que é a NFS-e?

É a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Ela serve para os prestadores de serviço emitirem eletronicamente as suas notas fiscais.

Todo fornecedor de serviço emite NFS-e?

Atualmente, os prestadores de serviço não têm uma forma padronizada de emitir notas fiscais. Cada município tem suas particularidades e, por isso, alguns fornecedores emitem suas notas eletronicamente enquanto outros fazem manualmente, isto é, por meio da nota em papel.

Cada tipo de empreendedor, inclusive o MEI que fornece serviços, deve consultar a prefeitura de sua cidade para saber como se aplicam as regras de emissão de NFS-e.

Vale lembrar que os fornecedores de produto emitem a NF-e, a Nota Fiscal Eletrônica. E, neste caso, o MEI não precisa fazer a emissão eletronicamente, de acordo com o Portal do Empreendedor.

Leia também: O que mudou com a implementação da NF-e

O que muda se a NFS-e nacional entrar em vigor

Com a mudança, a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica deixa de obedecer a regras municipais e segue o mesmo padrão no Brasil inteiro. Para o fornecedor de serviço, isso significa usar um único método de emissão de nota fiscal eletrônica, o que simplifica, padroniza e moderniza a forma de prestar contas ao Fisco.

No entanto, esse é um processo que está acontecendo e que, mesmo depois de implantado, vai passar por uma fase de adaptação. Por isso, é bem importante ficar atento às novidades da Secretaria Estadual da Fazenda do seu estado para acompanhar os requisitos sobre quem deve emitir a NFS-e, caso a nova regra entre em vigor.

Leia também: ISS – entenda o que é e para o que serve esse imposto

Como controlar os Impostos Sobre Serviço?

Independente da forma como você emite as suas notas fiscais de serviço, também é muito importante controlar a quantidade de Imposto Sobre Serviço, o ISS, que você paga. Tanto ele quanto os outros tributos precisam estar em dia no seu controle financeiro para garantir a saúde da empresa. Para isso, a dica é contar com uma ferramenta confiável. E a nossa sugestão é a de fluxo de caixa do QuickBooks. Nela, você insere facilmente os seus dados e consegue ter uma visão ampla das despesas, inclusive relacionadas às obrigações fiscais. E olha que bacana: é de graça e totalmente segura!

 

 

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

Nota Fiscal de entrada e saída: entenda as diferenças e saiba quando emiti-las

A Nota Fiscal registra a transferência de uma mercadoria ou serviço entre…

Leia Mais

Como emitir nota fiscal de serviço no QuickBooks ZeroPaper

Com o novo recurso de emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) para…

Leia Mais

Nota Fiscal Eletrônica: por que emitir

Além de facilitar a vida do vendedor e do consumidor, a Nota…

Leia Mais