2016-04-25 00:00:00 Pequenas empresas English A partir do dia 20/4/2016, quem está registrado como Microempreendedor Individual pode usar sua residência como endereço comercial.... https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/05/como-aplicar-a-avaliacao-de-desempenho-na-minha-empresa16353.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/pequenas-empresas/mei-casa-sede-negocio/ MEI agora pode usar casa como sede do negócio

MEI agora pode usar casa como sede do negócio

1 min de leitura

Na semana passada, o governo federal publicou um decreto que vai facilitar a vida de quem trabalha como MEI. Agora, quem está registrado como Microempreendedor Individual pode usar sua residência como endereço comercial. A única ressalva a essa regra é aqueles casos em que a atividade exige local específico.

A nova lei federal reforça a Lei Geral da Micro e Pequena empresa, que já previa a possibilidade de estados e municípios identificarem a residência como endereço para atividade comercial.

LEIA TAMBÉM: Quais os principais direitos e deveres do MEI?

Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, essa sanção vem em um momento em que o Brasil precisa investir no empreendedorismo. “Quanto mais facilidades e menos burocracia para se formalizar, melhor para o empreendedor, para a economia e para o Brasil”, afirma.

De acordo com o Sebrae, apenas nos três primeiros meses de ano, cerca de 260 mil pessoas se formalizaram como MEI. Desde que essa figura jurídica foi criada, em julho de 2009, já são aproximadamente 6 milhões de empresários.

LEIA TAMBÉM: Veja as vantagens de se formalizar como MEI

Ao se tornar MEI, a pessoa ganha cidadania empresarial com o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e, com isso, pode emitir nota fiscal, participar de licitações públicas, tem acesso mais fácil a empréstimos e se torna um segurado da Previdência Social.

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

MEI: o que preciso para ser um microempreendedor individual?

Em 2009, o governo brasileiro criou um projeto com o objetivo de…

Leia Mais

MEI: o que é, quem pode abrir e como funciona

Você já deve ter ouvido falar em MEI, não é? Mas você…

Leia Mais

Simples Nacional atrasado: saiba o que fazer

Você é MEI optante pelo Simples Nacional e está em dívida com…

Leia Mais