Image Alt Text
planejamento financeiro

Como gerar integração bancária na prática? Veja como fazer!

Não é novidade para ninguém que pequenas empresas precisam se preocupar ainda mais com as questões financeiras, de forma que possam aproveitar as oportunidades que surgirem e obter sucesso em um mercado tão competitivo quanto o atual. Por isso, saber como fazer a integração bancária na prática é muito importante.

Isso ajuda a garantir maior estabilidade e saúde financeira , por meio não apenas da maior facilidade das operações e elevada segurança dos processos, mas também do melhor conhecimento dos dados e informações relacionados ao negócio. Continue lendo e descubra como fazer isso.

Afinal, o que é integração bancária?

O termo “integração bancária” é utilizado em diversos contextos no universo organizacional. Podemos conceituá-lo como a centralização e gestão das informações financeiras de um negócio, simplificando processos que dizem respeito aos pagamentos, recebimentos, transferências e demais tipos de operação.

Ao implantar ações em prol da integração bancária, os empreendedores podem verificar e analisar a situação das finanças de maneira mais ágil e precisa, identificando necessidades e consolidando a conciliação, que é o controle administrativo e contábil de empresas e seus saldos, com uma menor intervenção da equipe.

Tudo isso melhora a qualidade das decisões de cunho estratégico e promove uma mitigação dos riscos de falhas e erros que poderiam ocorrer com lançamentos feitos de forma manual. Trata-se de uma tendência cada vez mais comum na rotina de empreendimentos, que só deve aumentar nos próximos anos.

Por que as pequenas e médias empresas devem aderir à integração bancária?

Pequenas e médias empresas, quando comparadas às grandes operadoras do mercado, costumam ter um fluxo de caixa mais delicado e menores margens de lucro. Por isso mesmo, estratégias e soluções que ajudam a trazer mais controle e a reduzir as chances de erro serão sempre bem-vindas. Confira abaixo algumas vantagens da integração bancária.

Visão ampliada das finanças

Uma das razões que mostram que pequenas e médias empresas devem aderir à integração bancária é que ela permite uma visão ampliada das finanças. Ela ajuda a ter um melhor planejamento e controle financeiro, identificando e garantindo a realização das transações bancárias da empresa, mesmo que ela tenha contas em vários bancos.

Além disso, dependendo da solução escolhida, é possível obter relatórios financeiros completos, o que proporciona informações relevantes para a tomada de decisão, de acordo com as necessidades do negócio. Outro benefício é que há aviso das datas de vencimento, o que evita a perda de prazos e despesas desnecessárias com juros e multas.

Mais agilidade nos processos

Em um mercado tão competitivo quanto o atual, empresas que contam com maior agilidade em seus processos acabam ganhando um diferencial, especialmente se pensarmos nas de pequeno e médio porte. Por isso, ter os dados bancários à disposição em um único lugar facilita e agiliza as atividades financeiras.

Além disso, os sistemas podem antecipar o registro do fluxo de caixa mesmo sem a ação humana, o que possibilita à empresa encontrar informações consolidadas diariamente.

Gestão de pagamentos unificada

A gestão de pagamentos é uma das grandes dificuldades de boa parte das empresas que operam no mercado atual, uma vez que isso envolve clientes, fornecedores, contas, valores e prazos distintos. No entanto, com a integração bancária, você consegue centralizar em um único ambiente todos esses elementos, evitando fraudes, desvios e outros problemas.

Os empreendedores podem fazer uma análise das melhores tarifas dos diversos bancos, encontrando a melhor alternativa para o seu perfil. Também há a possibilidade de emissão de boletos de forma automática e centralizada, o que ajuda a observar elementos como problemas de envio, inadimplentes e assim por diante.

Como a integração bancária proporciona mais estabilidade financeira?

Não fica difícil perceber que, com todos os benefícios que citamos, a integração bancária acaba proporcionando muito mais estabilidade financeira para as pequenas e médias empresas. Com o grande volume de informações com o qual qualquer negócio precisa lidar, esse tipo de solução se tornou indispensável.

Contar com uma visão ampliada das finanças é muito positivo e colabora para uma tomada de decisão estratégica. Além disso, a maior agilidade nos processos e a gestão unificada de pagamentos contribui para que as operações fiquem mais eficazes, prazos não sejam perdidos e fraudes se tornem mais facilmente identificáveis.


Como se diferencia de conciliação bancária?

Como o próprio nome já diz, a conciliação bancária nada mais é do que um modo de controle administrativo e contábil. Na prática, isso é feito para verificar elementos como as entradas e saídas e efetuar conciliação de cartões, detectando eventuais divergências. Quando os números não batem, há um comprometimento da saúde financeira do negócio.

Fazer uma boa conciliação bancária é essencial por várias razões, e elas estão relacionadas com o processo de integração bancária. A detecção de eventuais inconsistências, falhas ou erros é fundamental para que o empreendedor conte com informações corretas. Assim, ele conta com melhores indicações para direcionar suas condutas na empresa.

Como gerar a integração bancária na prática?

Gerar a integração bancária, na prática, depende de algumas ações e investimentos. Invariavelmente, se você deseja fazer isso da melhor maneira, é crucial contar com uma solução de tecnologia, ou seja, um sistema especializado. Atualmente, existem excelentes opções no mercado, com funcionalidades das quais você não pode abrir mão.

Além disso, você precisa ter um bom controle financeiro. É importante identificar e separar as contas, conferir os históricos, observar os dados disponíveis, conhecer o número de inadimplentes, analisar extratos e fazer relatórios. Contar com um bom software de gestão é o caminho ideal para isso. Um programa de gestão financeira como o QuickBooks pode ajudar!

Quais ferramentas ajudam nesse processo?

Se você chegou até aqui, é provável que queira fazer a integração bancária. A tecnologia de hoje proporciona soluções automatizadas, seguras e práticas para esse serviço, ajustando as contas bancárias e trâmites relativos aos pagamentos, entradas e saídas com a rotina do seu setor de finanças. São soluções que centralizam as informações, com praticidade e segurança, graças à criptografia e protocolos adequados de sigilo de dados.

Como você pôde ver, a integração bancária é fundamental no contexto administrativo de qualquer empresa. Ela traz mais segurança para as operações e proporciona uma melhor administração das finanças.

Gostou de aprender como fazer a integração bancária? Então confira nosso outro post que fala sobre a gestão financeira para pequenas empresas!


Related Articles