cultura orçamentária
planejamento financeiro

Aprenda agora como implementar uma cultura orçamentária nas PMEs

Via de regra, pequenos e médios empreendimentos contam com maiores dificuldades em manter a saúde financeira do negócio, uma vez que precisam enfrentar concorrentes com marcas mais fortes e maior capacidade de investimento. Por isso, aprender a implementar uma cultura orçamentária nas PMEs é imprescindível.

Tal estratégia pode impactar diretamente a performance, fazendo com que o controle de despesas seja mais efetivo e o capital disponível seja empregado em ações que impactem os resultados de maneira eficiente a curto, médio e longo prazo. Continue lendo o post e descubra como fazer isso na prática!

O que é cultura orçamentária?

A cultura orçamentária, como o próprio nome já diz, está relacionada à estruturação do planejamento financeiro de uma organização por meio de um conjunto de práticas e ações ligadas às movimentações de dinheiro. Ou seja, ela engloba custos, entradas, contas, investimentos, lucros, aplicações, resultados e assim por diante.

Na prática, isso significa instituir, entre os funcionários, gestores e até mesmo parceiros comerciais, uma série de valores e condutas para atingir os objetivos pecuniários, gerando uma tradição que envolva atividades de controle, projeções, expectativas e perspectivas estruturadas para guiar decisões e oferecer um desempenho de alto padrão.

Qual é sua importância para pequenas e médias empresas?

A instituição de uma cultura orçamentária é relevante e recomendada para organizações de qualquer porte. No entanto, a sua importância é ainda maior para pequenas e médias empresas. Isso ocorre pela própria natureza econômica de negócios menores, que são mais sensíveis a oscilações econômicas e à competitividade do mercado.

A sua implantação mantém setores alinhados e ajuda os gestores e funcionários na tomada de decisão, oferecendo elementos relevantes quando eles ainda estão tentando entender como elaborar orçamentos e projeções. Também ajuda a direcionar investimentos e mostra quais áreas precisam reduzir custos, de forma a manter a viabilidade do empreendimento.

Como impacta os resultados?

Ao instituírem um amplo controle orçamentário na cultura da empresa, os gestores podem experimentar uma série de benefícios. Com isso, é possível assegurar o alinhamento e o comprometimento da força de trabalho, controlando os passos e as atividades envolvidas nas etapas operacionais, o que permite que os recursos sejam alocados com mais clareza.

A cultura orçamentária, como dissemos, ajuda na tomada de decisões estratégicas, contribuindo para uma visualização holística da real situação do negócio, com os dados de cada setor organizados segundo um mesmo padrão. Planejar e agir de acordo com informações concretas, portanto, assegura operações mais acertadas, inteligentes e seguras.

Como implementar na prática?

Agora que você já entendeu melhor o conceito de cultura orçamentária, descobriu a sua importância para pequenas e médias empresas e viu como ela impacta os resultados, chegou a hora de conferir como implementá-la na prática. Continue lendo o post e veja algumas dicas para isso!

Conheça sua empresa por dentro

O primeiro passo para quem deseja sucesso ao implementar uma cultura orçamentária nas PMEs consiste em conhecer muito bem o negócio por dentro. Afinal, pouco adianta tentar controlar algo que você não domina totalmente: isso só dará trabalho e, definitivamente, não proporcionará o resultado que você espera.

Sendo assim, não deixe de proceder com, pelo menos, uma pesquisa criteriosa nas movimentações financeiras recentes, comparando entradas e saídas, avaliando fornecedores, entendendo o valor de cada conta e conversando com os colaboradores. Com isso, você compreenderá as principais características e os pontos de melhoria do seu negócio.

Fomente a cultura nos colaboradores

O próximo passo para quem deseja aprender como implementar um maior controle orçamentário na própria empresa consiste em fomentar essa cultura nos líderes e demais colaboradores. A mudança precisa atingir todos os setores e engajar a equipe como um todo, ainda que se trate de um negócio de pequeno ou médio porte.

Também é uma maneira de aumentar a transparência, de forma que todos saibam quais são os valores compartilhados e entendam a importância de manter o aspecto financeiro o mais saudável possível. Não se esqueça do suporte da liderança nesse processo, respondendo aos questionamentos que podem surgir por parte dos funcionários, sobretudo os menos experientes.

Elabore um plano de ação com metas

Por último, ao implementar uma cultura orçamentária nas PMEs, os gestores não podem abrir mão da elaboração de um bom plano de negócios , com metas e objetivos claros. Afinal, não há outra maneira tão eficaz de desenvolver o planejamento financeiro que não seja estabelecer direcionamentos que possam contribuir para controlar despesas e aumentar os lucros.

Tendo em vista que vivemos um momento de transformação digital, a tecnologia pode ser uma poderosa aliada. Existem ferramentas extremamente úteis, que ajudam a entender entradas e saídas, controlam o fluxo de caixa, permitem o acompanhamento de todos os indicadores e ainda podem gerar relatórios com os resultados.

Quais os objetivos a serem alcançados?

O principal objetivo a ser alcançado com a implementação de uma cultura orçamentária nas pequenas e médias empresas é, obviamente, ter um melhor controle financeiro. No entanto, isso está longe de ser a única vantagem obtida com a estratégia.

Com mais dados observados, avaliados e acompanhados, os gestores ganham um poderoso auxílio nas tomadas de decisões importantes. Tal comportamento, ao ser espelhado em todas as equipes, torna as tarefas mais ágeis e certeiras. Do Marketing às Vendas, todo mundo tomará medidas de forma a manter as economias em dia, evitando gastos desnecessários.

Quais ferramentas podem ajudar?

Se você deseja saber quais ferramentas podem ser interessantes para a implementação de uma cultura orçamentária nas PMEs, não pode deixar de considerar a aquisição de um bom software de gestão financeira. Essa solução pode mudar o patamar do seu negócio, facilitando a análise de dados e otimizando a rotina.

Em tempos modernos e tão competitivos quanto os de hoje, não faz mais sentido arriscar-se com operações feitas de forma manual. As melhores soluções do mercado contam com funcionalidades como controle de fluxo de caixa, geração de notas fiscais, emissão de relatórios, lembretes de prazos e muito mais.

Agora você já sabe tudo de que precisa sobre a cultura orçamentária. Não deixe de apostar nesse diferencial, de forma a tornar seu negócio economicamente saudável e plenamente capaz de concorrer com as grandes marcas do mercado!

Gostou de aprender a implementar uma cultura orçamentária nas PMEs? Então, não deixe de conferir, também, o nosso post sobre gestão financeira para pequenas empresas!


Artigos Relacionados