2017-08-17 17:29:54 Simples Nacional English Levantamento feito pelo Sebrae mostra que as micro e pequenas empresas optantes pelo Simples Nacional dobram a taxa de sobrevivência dos... https://d2bnb9dvbpjkfy.cloudfront.net/wp-content/uploads/2017/08/09020941/MPE-pesquisa-do-Sebrae-mostra-que-Simples-Nacional-dobra-a-sobrevivencia-dos-negocios.jpg Simples Nacional dobra a sobrevivência dos negócios

MPE: pesquisa do Sebrae mostra que Simples Nacional dobra a sobrevivência dos negócios

2 min de leitura

Se você quer abrir uma empresa, mas tem receio de empreender por conta dos impostos, o Sebrae tem uma novidade para as micro e pequenas empresas – e nós vamos compartilhar com você.  De acordo com uma pesquisa feita pela instituição, o regime tributário Simples Nacional dobra a sobrevivência dos negócios. Ou seja: você pode optar por essa modalidade e ter muito mais sucesso, especialmente nos dois primeiros anos, que costumam ser os mais desafiadores.

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, explica que o regime tributário menos pesado e menos burocrático do Simples ajuda o empreendedor a cuidar mais do seu negócio do que das obrigações fiscais. “Isso melhora a qualidade da gestão e aumenta a vida da empresa”, comenta. Gastar menos tempo e dinheiro com impostos é um dos principais fatores que fazem do Simples Nacional a opção mais interessante para o pequeno empreendedor.

Dados da pesquisa

O levantamento mostra que 83% dos pequenos negócios optantes do Simples criados em 2012 sobreviveram aos dois primeiros anos. Esse número é o dobro das empresas que não fazem parte do regime tributário – apenas 38% das que estão no sistema de Lucro Presumido ou Lucro Real sobreviveram ao biênio.

Leia também: Lucro real x Lucro presumido: entenda as diferenças

O estudo aponta que o número de empresas no Simples cresceu 64% entre 2012 e 2016, atingindo a marca de 11,6 milhões de negócios nesse regime tributário. O presidente do Sebrae conta que além de ser descomplicado, o sistema permite que o empreendedor saiba quanto paga de imposto e se está em dia com suas obrigações fiscais.

Como funciona o Simples Nacional

Criado em 2007, esse regime serve para as micro e pequenas empresas e reúne em uma única guia de pagamento oito impostos diferentes que precisam ser quitados pelo empreendedor. Essa guia simplificada deve ser paga até o dia 20 de todos o mês.

Leia também: Confira as novas tabelas e limites para 2018 no Simples Nacional

Como sobreviver aos dois primeiros anos

Além da possibilidade de escolher um sistema tributário mais fácil, como o Simples Nacional, os pequenos negócios precisam ter o controle do fluxo de caixa em dia. Isso significa saber tudo o que a empresa está gastando com despesas e impostos. E para ajudar nessa tarefa, a ferramenta de fluxo de caixa do QuickBooks ZeroPaper é uma ótima solução. Com ela, você insere facilmente as informações financeiras e tem uma visibilidade completa de quanto vai gastar e quanto vai receber. E o melhor: de graça, totalmente seguro e você acessa onde estiver.

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

O que é o Simples Nacional?

O Simples Nacional ou Supersimples é um regime tributário diferenciado, previsto na…

Leia Mais

Tudo o que você precisa saber sobre o Supersimples Nacional

Muitos micro e pequenos empresários se sentiram aliviados quando o projeto de…

Leia Mais

Quais Empresas Podem Participar do Simples Nacional?

O Simples Nacional é um sistema de tributação ajustado à realidade das…

Leia Mais