2015-07-20 00:00:00 Finanças English Entenda a diferença entre custos fixos e custos variável e saiba porquê calculá-los e incluí-los em seu planejamento financeiro! https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/05/t13.png https://quickbooks.intuit.com/br/blog/conceitos-financas/diferenca-custo-fixo-e-custo-variavel/?gclid=EAIaIQobChMIy4_uvuf15wIVioeRCh26aAoLEAAYASAAEgJrIfD_BwE O que são custos fixos e custos variáveis?

O que são custos fixos e custos variáveis?

4 min de leitura

O que são custos fixos e custos variáveis?

Custos Fixos são as despesas que a empresa terá, independente da produção. Por exemplo, aluguel e luz. Já os variáveis são os que podem mudar conforme sazonalidade, ritmo de produção e prestação de serviços, como compra de matéria prima e contratação de mão de obra extra.

Independentemente do tamanho de sua empresa, entender os conceitos de custos fixos e custos variáveis é uma das formas mais básicas de começar seu planejamento financeiro e, até mesmo, de considerar novos investimentos. Antes de saber mais informações sobre a importância desses conceitos, que tal entender melhor como eles funcionam? Confira.

Como diferenciar Custos Fixos dos Variáveis?

O primeiro passo para diferenciar os custos fixos dos custos variáveis no orçamento de uma empresa é levantar todos os gastos em um determinado período de tempo.
Quanto maior o período, menor a variação de custos, já que algumas despesas ocorrem em frequência semestral e até mesmo anual (imposto de renda, por exemplo, a depender do regime tributário). Independentemente do período utilizado, o ideal é que todos os gastos sejam levantados.

O que são custos fixos?

Nesse cenário, custos fixos são aqueles pelos quais a empresa é responsável, mesmo que varie o ritmo e o volume de produção.
Exemplos básicos de custos fixos são despesas como aluguel, limpeza, manutenção de máquinas e de equipamentos, vigilância e contratação de serviços de segurança, telefonia (planos de custo fixo), entre outros.

O que são custos variáveis?

Por outro lado, são custos variáveis aqueles que dependem (e são diretamente relacionados) ao ritmo e ao volume de produção ou de prestação de serviços da empresa.

Por exemplo, é muito comum que sorveterias produzam e vendam mais durante os meses mais quentes do ano. Nesses meses, haverá mais custos relacionados à compra de matéria-prima, à contratação de mão de obra temporária, à contratação de serviços acessórios (transporte, entrega), bem como à utilização de energia elétrica nos estabelecimentos, seja para o funcionamento das máquinas da produção, seja para o funcionamento das lojas de atendimento ao consumidor, isso entra nos custos variáveis

Mas, afinal, por que diferenciar Custos Fixos e Variáveis?

Agora que você já sabe diferenciar os tipos de custo, fica a pergunta: por que fazer essa distinção?

1. Planejamento Financeiro

Um dos principais motivos é preparar seu negócio para períodos mais movimentados e de aumento de produção. Sejam eles anuais, semestrais, ou até mesmos mensais, o aumento de custos variáveis em determinados períodos significa maior necessidade de fluxo de caixa em sua empresa, reserva de dinheiro para a manutenção de atividades e a impossibilidade de realizar investimentos muito significativos.

Ao contrário, os períodos que apresentam custos variáveis menores são ideais para a realização de investimentos, de pequenas reformas e até mesmo da reposição de estoque como preparo para momentos futuros.

Continue aprendendo: confira o passo a passo para fazer um Plano Financeiro assertivo.

2. Precificação de produtos e serviços

Outra função do cálculo de custos é a precificação dos produtos e serviços que sua empresa oferece ao mercado.

Normalmente, quanto maior a produção, maiores os custos variáveis da empresa. No entanto, a produtividade diminui o impacto dos custos fixos sobre cada produto produzido (afinal, esse custo não varia, independentemente da produção). Sendo assim, quanto maior a produção, maior a possibilidade de o empresário reduzir seu preço final, já que ele custará menos para ser produzido.

Saiba mais sobre contas e pagar e a receber.

Veja um exemplo simples:

Uma empresa tem custo fixo 10, sendo que, para a produção de cada produto, é necessário um custo variável 1. Se a empresa produzir apenas 1 produto, seu valor final mínimo, ainda que o lucro seja zero, é de 11.

Se a empresa produzir dez unidades, o custo total (custo fixo + custo variável) foi de 20.

Se dividido entre as dez unidades produzidas, cada produto terá um custo de 2. Ou seja, poderá ser vendido a, no mínimo, 2.

Dessa forma, você poderá utilizar esses conceitos para saber qual o preço de sua mercadoria de acordo com o nível de produção de sua empresa em determinados períodos do ano.

Como calcular custo fixo médio?

A fórmula para calcular a média de custos fixos é simples e pode ser útil para a definição do preço do produto, conforme falamos anteriormente. Para encontrar o CFM (Custo Fixo Médio), siga o passo a passo abaixo:

  1. Some todos os custos fixos mensais da sua empresa;
  2. Saiba a quantidade média de produtos produzidos;
  3. Divida o custo fixo total pela quantia de produtos fabricados.

Como calcular custo variável médio?

Para encontrar a média dos custos variáveis, a fórmula é muito semelhante – afinal, o objetivo é encontrar o custo unitário de cada item produzido:
Some todos os custos variáveis mensais da empresa;
Tenha em mãos a quantidade de produtos produzidos;
Divida o custo variável total pela quantia de produtos fabricados.

Agora que você já sabe como diferenciar custos fixos e custos variáveis, bem como a importância dessa distinção, que tal aplicar alguns desses conceitos em sua empresa? Utilize esses dados para fazer um planejamento estratégico das suas finanças!

Confira nossas dicas e saiba tudo sobre planejamento estratégico eficiente paras PME.

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Frase dinâmica vendedora de acordo com a caregoria para ter um melhor efeito!

Oferta especial

Até
70
%
off
Teste agora


Sistema de Controle Financeiro para seu Negócio

 

Veja também

Despesas fixas e variáveis, qual a diferença?

A redução das despesas é uma pauta em constante debate dentro das…

Leia Mais

Gestão de custos: veja 5 desafios para pequenas empresas

Uma boa gestão de custos é a melhor forma de otimizar e…

Leia Mais

Lucratividade x rentabilidade: entenda as diferenças

Rentabilidade e lucratividade possuem conceitos distintos que precisam estar bem definidos para…

Leia Mais