2021-03-03 15:08:11 Planejamento Financeiro English Um bom diagnóstico financeiro é capaz de impulsionar o crescimento de um negócio, mostrando o que está dando certo e o que ainda pode... https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2021/03/diagnostico-financeiro.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/planejamento-financeiro/diagnostico-financeiro/ Saiba como fazer o diagnóstico financeiro completo da sua empresa

Saiba como fazer o diagnóstico financeiro completo da sua empresa

6 min de leitura

Um bom diagnóstico financeiro é capaz de impulsionar o crescimento de um negócio, mostrando o que está dando certo e o que ainda pode melhorar. Você sabe como realizar esse processo?

Muitos gestores e empreendedores têm dúvidas na hora de analisar suas finanças. Quer se preparar melhor para imprevistos, controlar as finanças, se antecipar a períodos de sazonalidade e até enfrentar crises econômicas?

Pensando nisso, preparamos este post para ajudar a superar esse desafio com eficiência. Comece aprendendo a analisar e a avaliar suas contas!

O que é um diagnóstico financeiro?

O diagnóstico financeiro é composto por diversas ações que visam detectar e avaliar os pontos fortes e fracos das finanças de uma empresa, ampliando a visibilidade dos gestores sobre aspectos essenciais para o seu desenvolvimento.

Para que você entenda melhor, imagine que o procedimento seja semelhante a uma consulta médica. Nela, o médico faz perguntas, examina o paciente e pede exames complementares para dar um diagnóstico.

No universo empresarial, a essência é a mesma. Porém, o diagnóstico financeiro será feito com base em análises aprofundadas de relatórios, indicadores de desempenho, contas a pagar e a receber e extratos.

Qual é a importância de realizar um diagnóstico nas finanças?

O sucesso de um negócio depende de diversos fatores. Porém, não há dúvidas de que um diagnóstico financeiro bem executado amplia as chances de prosperar e se destacar no mercado.

Além de ajudar a prever ameaças para o seu funcionamento, a prática potencializa as oportunidades que surgem em seu caminho e simplifica a tomada de decisão dos gestores.

Em geral, trabalhar com dados confiáveis e precisos facilita a definição do momento exato para investir, expandir e cortar gastos, por exemplo. Vale lembrar que os benefícios da técnica ultrapassam os limites da empresa, pois ela favorece a realização de um mapeamento completo de vários fatores, inclusive do seu posicionamento no mercado.

Por fim, o diagnóstico financeiro ajuda a reduzir custos e a aumentar a margem de lucro do negócio — questões essenciais para qualquer negócio, independentemente do seu porte ou segmento de atuação.

Como fazer um diagnóstico financeiro completo?

Como é possível perceber, estamos lidando com uma ferramenta imprescindível para o bom funcionamento de uma empresa. Afinal, ela ajuda os gestores a solucionar problemas, como dívidas e inconsistências em seu fluxo de caixa.

Diante de tantos benefícios, é preciso aprender a fazer o diagnóstico de suas finanças. Continue a leitura e confira as dicas que selecionamos para você!

1. Informe-se sobre o seu faturamento

O primeiro passo é conhecer o seu faturamento — quanto a empresa arrecadou em um determinado período. Sem essa informação, não é possível iniciar o procedimento. Por isso, dê uma olhada em seus relatórios e identifique os recebimentos, bem como a origem de cada um deles.

Para facilitar, você pode contar com o auxílio de um software de gestão financeira. Ele automatiza o controle dos dados, emite relatórios e reduz o tempo necessário para compilar todas as informações necessárias.

2. Conheça seus custos e despesas

Depois de conhecer o faturamento, é hora de visualizar melhor seus custos e despesas. Ou seja, você precisa conhecer bem todas as despesas fixas e variáveis do negócio.

O ideal é realizar análises separadas. Para isso, identifique os gastos com despesas fixas, como aluguel e salários, ficando atento a gargalos e oportunidades para reduzir custos. Faça o mesmo com os gastos variáveis, como fretes e pagamento de comissões.

A intenção é conhecer profundamente esses dados. A partir disso, fica mais fácil pensar em estratégias para usar melhor o seu dinheiro. Nesse ponto, é válido calcular sua margem de contribuição — valor que sobra da receita depois de quitar suas despesas fixas e gerar lucro.

3. Identifique seus gastos com estoque

Muitos gestores deixam essa informação de lado na hora de realizar os diagnósticos financeiros. No entanto, ela é extremamente importante para a sustentabilidade empresarial.

Ter um estoque muito grande requer altos investimentos e envolve o risco de ter produtos obsoletos e sem saída. Por isso, avalie sua estratégia e verifique se é possível reduzir tais despesas.

4. Avalie seu nível de endividamento

O passo seguinte é a análise do nível de endividamento do negócio. Nesse caso, é feita uma verdadeira vistoria nas dívidas da empresa com o intuito de conhecer e identificar suas origens.

Vale destacar que recorrer a financiamentos externos não pode ser apontado como um erro. Na verdade, há situações em que essa atitude gera oportunidades e faz a empresa crescer. Entretanto, é preciso tomar cuidado para não perder o controle.

Saiba exatamente quanto você deve e quem são seus credores. Isso é fundamental para buscar melhores condições de pagamento, renegociar taxas de juros e reduzir o impacto dessas despesas em seu fluxo de caixa e capital de giro.

5. Entenda sua participação no mercado

Nem só de análises internas é feito um bom diagnóstico financeiro. Afinal, o sucesso de uma empresa também depende de fatores externos, como sua participação no mercado. Conhecer seus concorrentes e identificar seus pontos fortes e fracos faz parte do processo.

Além disso, é preciso entender como sua marca é vista pelo cliente e qual a parcela do mercado que ela detém. Lembre-se de que isso impacta diretamente suas finanças, pois ser competitivo é uma das premissas para vender mais e aumentar seus lucros.

6. Projete alguns cenários

Feito tudo isso, você já é capaz de conhecer um pouco melhor a realidade das finanças de seu negócio. Agora, é hora de projetar alguns cenários:

  • um pessimista;
  • um otimista;
  • um bem próximo da realidade.

Essa prática facilita a gestão empresarial e o próprio monitoramento dos resultados. Além disso, auxilia a decidir o melhor momento para investir em novos produtos ou fazer um empréstimo, por exemplo.

Viu só como realizar um diagnóstico financeiro completo não é tão difícil? Com ações simples, é possível alcançar bons resultados e desfrutar de muitos benefícios. Além de ter mais visibilidade sobre sua saúde financeira, você terá mais segurança para tomar decisões que contribuirão para o desenvolvimento da empresa

Como falamos, contar com a tecnologia no seu diagnóstico é uma forma de ter melhores resultados. O QuickBooks, por exemplo, ajudará a fazer um bom diagnóstico de suas finanças, sendo muito mais eficiente do que as planilhas. Ele automatiza relatórios e gera gráficos automaticamente, por exemplo.

Gostou? Faça um teste gratuito e comprove esses benefícios!

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Frase dinâmica vendedora de acordo com a caregoria para ter um melhor efeito!

Oferta especial

Até
70
%
off
Teste agora


Sistema de Controle Financeiro para seu Negócio

Veja também

Como definir personas? Confira um guia completo!

Imagine que você precisa presentear alguém que não conhece. É uma tarefa…

Leia Mais

DRE na Contabilidade: o que é e como funciona?

Gerenciar um negócio exige uma boa organização na área de finanças. Pensando…

Leia Mais

14 ferramentas de marketing digital que você precisa conhecer

Com os avanços da tecnologia, a transformação digital e as mudanças no…

Leia Mais