2017-09-06 15:25:43 MEI English Confira como a reforma trabalhista pode aumentar o imposto pago pelo MEI e de que forma você pode lidar com essa mudança! https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/09/Reforma-trabalhista-pode-aumentar-impostos-dos-MEIs.jpg https://quickbooks.intuit.com/br/blog/mei/reforma-trabalhista-pode-aumentar-impostos-dos-meis/ Reforma trabalhista pode aumentar impostos dos MEIs

Reforma trabalhista pode aumentar impostos dos MEIs

2 min de leitura

Com a aprovação da reforma trabalhista no Senado, os microempreendedores individuais também vão encarar algumas mudanças. A principal delas é o aumento do imposto do MEI: o valor que hoje corresponde a 5% do salário mínimo deve aumentar para 11%. E para esclarecer essa alteração, conversamos com o administrador e especialista em gestão financeira, Enio Kaniak, que explica como o aumento impacta os negócios e como o MEI pode se preparar. Confira!

O que muda para o MEI com o aumento do imposto?

Kaniak explica que, diretamente, o aumento não deve mudar as vendas e nem os rendimentos brutos do microempreendedor individual. O efeito da alteração está no valor do imposto pago mensalmente, que deixa de ser 5% do salário mínimo (o que hoje equivale a aproximadamente R$ 46) e passa a ser 11% – pouco mais de R$103.  “Isso significa que o MEI vai ter um custo de R$56,25 por mês a mais para poder se aposentar”, completa o especialista.

Leia também: Você sabe quais são os deveres fiscais do MEI?

Como o MEI deve se organizar financeiramente diante dessa mudança para manter os lucros?

De acordo com o especialista, o microempreendedor individual pode lidar com a mudança de duas formas: aceitando o aumento do imposto, ou, procurando medidas para garantir o mesmo resultado no fim do mês. Nesse último caso, também existem dois caminhos.

Primeiro, o microempreendedor pode repassar o aumento do imposto para os clientes, estudando uma forma de aumentar seus preços de produtos ou serviços. Mas, Kaniak alerta: “aumentar preços pode impactar nas vendas”.

O segundo caminho e que, segundo o especialista, também pode ser o melhor, é a redução de custos na produção. A dica é detectar as despesas que não são tão necessárias e diminuí-las. “Achar onde é possível apertar o cinto pode ser a solução para não diminuir, e quem sabe, até aumentar as margens de lucro”, explica.

Leia também: 5 etapas para estimar o seu potencial de lucro

Como manter as finanças organizadas e não perder o lucro de vista?

Para manter o controle de contas em dia e monitorar o seu lucro, nós também temos uma dica especial: as ferramentas do QuickBooks. Elas são gratuitas, muito fáceis de usar e vamos explicar por que elas podem ajudar.

Com o nosso fluxo de caixa, por exemplo, você consegue cadastrar facilmente todos os ganhos e gastos – e ainda classifica as despesas por categoria, o que permite que você estude onde está gastando mais e como pode economizar reduzindo o que não é essencial.

Além disso, você pode gerar relatórios financeiros com apenas alguns cliques. Esses relatórios apresentam de forma lógica e clara como está a sua movimentação e como anda o desempenho do negócio. Legal, não é? E se você quer conhecer mais as nossas ferramentas, é só clicar aqui.

 

 

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

Lei da Terceirização: o que todo pequeno empreendedor precisa saber

No dia 31 de março de 2017, a Lei da Terceirização foi…

Leia Mais

4 empresários de sucesso que começaram como MEI

Ao vermos um milionário bem-sucedido desfilando por aí em ternos bem alinhados…

Leia Mais

4 erros de gestão financeira que podem acabar com sua empresa

Uma das maiores dificuldades dos empresários é controlar os aspectos financeiros do…

Leia Mais