2016-02-04 00:00:00Pequenas empresasEnglishTire suas dúvidas sobre a nova regra do ICMS para pequenos empresários e empresas do SIMPLES. Saiba como se dará o novo recolhimento e...https://quickbooks.intuit.com/br/blog/br_qrc/uploads/2017/05/5474825330_4470fa5928_b.jpgicms nova regraICMS: nova regra causa polêmica e dúvidas entre empresários

ICMS: nova regra causa polêmica e dúvidas entre empresários

1 min de leitura

Desde o início deste ano, pequenos empresários que vendem pela internet têm tido que se adaptar a uma nova regra do ICMS. E a nova regra tem causado polêmica no setor.

Até o fim do ano passado, o ICMS era recolhido em uma única cota, determinada pela alíquota do estado em que a venda era realizada. Com a nova regra, o recolhimento do ICMS passou a ser dividido em duas alíquotas: uma do estado em que a venda é feita e outra do estado em que o produto é entregue. Essa regra vale também para pequenas empresas incluídas no SIMPLES, que já pagam ICMS na guia única deste regime.

Segundo o governo, a nova regra foi criada para reduzir o desequilíbrio tributário entre os estados. Com a regra antiga, estados com grande concentração de empresas que vendem online, como São Paulo, tendiam a se beneficiar mais do crescimento do comércio eletrônico, em relação a estados .

Por outro lado, a burocracia envolvida na adaptação às novas regras tem dificultado a vida dos empresários que vendem pela internet, como mostra a reportagem do programa Conta Corrente veiculada no site G1. Pequenos negócios tiveram que gastar mais em pessoal e ferramentas para se adaptar à nova regra e, em muitos casos, foram obrigados a aumentar o preço de seus produtos para compensar as novas despesas.

Sebrae quer rever decreto

O Sebrae, juntamente com outras entidades ligadas a pequenas empresas, vai entrar com uma ação de inconstitucionalidade contra o novo decreto do ICMS junto ao STF (Supremo Tribunal Federal). Segundo presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, a medida prejudica muito os pequenos negócios do Brasil. “O Confaz passou por cima de tudo, inclusive do cidadão. Além de pagar a alíquota do Simples, você tem que recolher a diferença. Isso não está na legislação, foi inventado pelo Confaz”, frisa Afif.

Veja mais sobre o assunto:

Vídeo: Exemplo de cálculo do novo ICMS (programa Conta Corrente/Globonews)

Vídeo: detalhes da nova regra do ICMS (PEGN)

As informações podem estar resumidas e, portanto, incompletas. Este documento / informação não constitui, e não deve ser considerado um substituto para aconselhamento jurídico ou financeiro. Cada situação financeira é diferente e as informações oferecidas são gerais. Entre em contato com seus consultores financeiros ou legais para obter informações específicas sobre sua situação.

Artigos Relacionados

STF isenta PMEs da nova regra do ICMS

No dia 17 de fevereiro de 2016, o STF (Supremo Tribunal Federal)…

Leia Mais

Saiba como fazer o cálculo da substituição tributária

Se o ICMS entra nas contas da sua empresa, você já deve…

Leia Mais

ICMS: entenda o que é como funciona este imposto

Os diversos e confusos impostos no Brasil são algo que podem dar…

Leia Mais